Telecomunicações Huawei e PT assinam parceria para optimização da rede móvel

Huawei e PT assinam parceria para optimização da rede móvel

A Meo e a fabricante chinesa assinaram um acordo para o desenvolvimento de redes móveis, nomeadamente para a cobertura do 5G.
Huawei e PT assinam parceria para optimização da rede móvel
Sara Ribeiro 10 de Outubro de 2016 às 15:47

A viagem do primeiro-ministro português à China parece continuar a dar frutos para as empresas portuguesas. No domingo foi a vez da Portugal Telecom e a Huawei terem assinado um memorando de entendimento (MoU) para a optimização e modernização da rede móvel.

 

De acordo com um comunicado emitido pela Meo esta segunda-feira, 10 de Outubro, a assinatura deste acordo decorreu em Pequim, numa cerimónia onde foram assinados vários memorandos entre empresas chinesas e lusas e que contou com a presença dos responsáveis dos governos dos respectivos países.

 

António Costa, que está em visita oficial à China, marcou presença no evento em que foi oficializada esta parceria estratégica para optimização da sua rede móvel, "nomeadamente no que respeita à cobertura e débito de dados, em LTE [quarta geração móvel]" bem como "a preparação para o 5G e para a IoT (Internet of Things)", lê-se no mesmo documento.

 

Para Paulo Neves, CEO da dona da Meo, "o investimento na infra-estrutura de rede de fibra e móvel é um dos verticais estratégicos da PT. Este MoU com a Huawei, nosso parceiro de longa data, permite-nos planear a optimização da nossa rede móvel e prepará-la para os novos desafios tecnológicos, dando aos nossos clientes um serviço cada vez melhor, com novas capacidades e soluções inovadoras"

 

Já Chris Lu, director-geral da Huawei Portugal refere que "a Portugal Telecom é um parceiro de referência da Huawei a nível mundial e é com grande satisfação que formalizamos esta parceria para Portugal".

 

Na sexta-feira passada a Nos também anunciou que assinou um acordo com a Huawei para o desenvolvimento de soluções tecnológicas para infra-estruturas de comunicações, data-centers, vídeo ou soluções empresariais.

 

Estas notícias acontecem depois de ter sido anunciado que um dos principais objectivos da visita de cinco dias do primeiro-ministro, António Costa, à China é captar para Portugal o novo pólo tecnológico da Huawei.




A sua opinião1
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Anónimo Há 3 semanas

A pouco e pouco Ericsson Motorola e Nokia desaparecem do mapa...

pub