Aviação Humberto Pedrosa: Grupo TAP saiu do vermelho em 2017

Humberto Pedrosa: Grupo TAP saiu do vermelho em 2017

O empresário revela que, apesar da unidade de manutenção da TAP no Brasil continuar a penalizar as contas, o grupo registou em 2017 resultados positivos. A dívida ficou abaixo dos 700 milhões.
A carregar o vídeo ...
Maria João Babo Rosário Lira 03 de fevereiro de 2018 às 21:00

Humberto Pedrosa, accionista da TAP através da Atlantic Gateway, que detém 45% da companhia aérea, revela que mesmo com o impacto negativo da operação de manutenção no Brasil o grupo TAP vai apresentar lucros em 2017.

Em entrevista ao Negócios e Antena 1, o empresário salientou que a TAP facturou 3 mil milhões no ano passado e que a dívida, que antes da privatização era superior a mil milhões de euros, está agora abaixo dos 700 milhões.

Para 2018 antecipa que seja possível melhorar os resultados, assim como replicar o aumento superior a 20% que a companhia conseguiu em 2017 em termos de passageiros transportados.

Para Humberto Pedrosa, a falta de capacidade do aeroporto de Lisboa é um dos constrangimentos para a transportadora aérea e avisa que o que é prejudicial para o negócio é a falta de pontualidade. 




pub