Automóvel Hyundai aumenta investimento nos EUA

Hyundai aumenta investimento nos EUA

A fabricante automóvel sul-coreana planeia investir 2,9 mil milhões de euros no país e estuda uma nova fábrica americana, depois das ameaças de Donald Trump às importações de carros nos EUA.
Hyundai aumenta investimento nos EUA
Bloomberg
Negócios 17 de janeiro de 2017 às 10:07

O grupo Hyundai, em conjunto com a sua afiliada Kia Motors, vai investir no mercado norte-americano, tendo em cima da mesa um total de 3,1 mil milhões de dólares (2,9 mil milhões de euros) para aplicar nos próximos cinco anos, segundo a Bloomberg.


Os planos, que incluem uma fábrica no país, são conhecidos pouco depois da ameaças do presidente eleito dos EUA, Donald Trump, colocar um imposto à entrada dos veículos construídos no México. A alemã BMW foi avisada por Trump de que estaria sujeita a uma taxa de 35% nos carros importados da sua nova unidade em território mexicano.


O presidente da Hyundai, Chung Jin Haeng adiantou que a empresa está a equacionar construir o modelo Genesis na nova unidade americana, assim como um SUV específico para os EUA.


"Esperamos um crescimento na economia americana, com uma procura crescente para vários modelos, à medida que o presidente eleito Trump cumpre a sua promessa de criar um milhão de empregos em cinco anos", salientou Chung.


Também a Toyota, Ford e Fiat Chrysler deram conta dos seus planos para investir em fábricas nos EUA. As construtoras automóveis esperam que a nova administração os beneficie em matéria de combustíveis e impostos no futuro. A General Motors deverá anunciar um investimento de 942 milhões de euros (mil milhões de dólares) em unidades no país.




A sua opinião1
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Anónimo Há 5 dias

Anónimo Há 43 minutos
O Trump diz o que todos pensam, mas que não têm coragem de dizer ! Até que enfim que aparece um chefe de estado que põe os alemães a "cagar em fio" ! Os britânicos já o tinham feito, mas não têm a dimensão dos EUA ! Gostei !

pub
pub
pub
pub