Energia Iberdrola é a empresa que mais demora a ligar a electricidade aos seus clientes

Iberdrola é a empresa que mais demora a ligar a electricidade aos seus clientes

A comercializadora demora em média quase um mês para ligar a electricidade aos novos clientes. O pódio das piores prestações é ocupado pela Iberdrola, EDP Serviço Universal e Gas Natural Servicios.
Iberdrola é a empresa que mais demora a ligar a electricidade aos seus clientes
Bloomberg
André Cabrita-Mendes 15 de novembro de 2017 às 17:13
A Iberdrola é a empresa que mais tempo demora a ligar a electricidade após fechar contrato com um cliente. A comercializadora demora em média 19 dias úteis, quase quatro semanas, a dar luz aos seus novos clientes, registando de longe a pior prestação das 20 empresas comercializadoras.

Os dados são da Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos (ERSE) e são relativos ao ano de 2016.

A segunda empresa com a pior prestação é a EDP Serviço Universal, a empresa do grupo para o mercado regulado, que demora em média 10 dias úteis, duas semanas, para fazer a ligação eléctrica. A fechar o pódio das piores prestações surge a Gas Natural Servicios, que demorou em média 9 dias úteis para fazer a ligação.

Seguem-se a Audax (7 dias úteis), Galp Power (6 dias), EDP Comercial (5 dias), Lógica Energy, Rolear Viva e Elergone (todas com 4 dias), A Celer (3 dias).

As melhores prestações dizem respeito a: Cooperativa de Loureiro, Cooperativa de Vilarinho, Cooperativa Simão de Novais, CEVE (todas com 2 dias), e A Lord, Cooperativa Valongo do Vouga, Cooproriz, Junta de Freguiesa de Cortes do Meio, Electricidade dos Açores (EDA) e Empresa de Electricidade da Madeira (EEM) (todas com 1 dia).

O tempo médio de activação para todas as empresas em 2016, foi de 5,2 dias úteis, um valor superior ao registado em 2015, 3,6 dias úteis.

Olhando para as percentagens de activações de fornecimento em baixa tensão realizadas até dois dias úteis após celebração do contrato, a Iberdrola também regista aqui uma das piores marcas.

Em apenas 0,2% do total dos contratos fechados com a Iberdrola é que a electricidade é ligada no espaço de dois dias úteis. Mas a pior marca é a da Rolear Viva: que dos 58 pedidos de activação nunca conseguiu ligar a electricidade em dois dias úteis.

Segue-se a Elygas Power com um percentagem de 8%. Recorde-se que esta empresa deixou de fornecer electricidade esta semana "por incumprimentos de obrigações decorrentes da sua actuação no mercado eléctrico", anunciou a ERSE. Os seus 5 mil clientes passaram para a EDP Serviço Universal.

Depois surgem a Audax (com 7% de ligações feitas em dois dias), a EDP Comercial (com 11%), a Gas Natural Servicios (20%), a Galp Power (22%) e a EDP Serviço Universal (43%).

Já as cooperativas ligaram sempre a electricidade em dois dias: A Celer, A Lord, Cooperativa de Loureiro, Cooperativa de Vilarinho, Cooperativa Simão de Novais, Cooperativa de Valongo do Vouga, CEVE, Cooproriz e Junta de Freguesia de Cortes de Melo, todas com 100%. Já a EDA dos Açores obteve uma percentagem de 100%, enquanto a EEM da Madeira obteve 98%.

Sobre as razões apresentadas à ERSE sobre estes valores, a Iberdrola aponta que tem a ver com "o modelo de funcionamento comercial implementado pela empresa, o qual assenta no recurso a equipas comerciais locais, provocando um desfasamento, dificilmente inferior a dois dias úteis, entre o momento da venda (assinatura do contrato pelo cliente) e o momento do pedido online de activação, inviabilizando que as activações ocorram na sua quase totalidade nesse intervalo de tempo", segundo o regulador.

Já a EDP Serviço Universal informou o regulador que a maior parte das suas activações em 2016 (65%), se referem a desdobramentos das redes de iluminação pública.

Sobre a sua prestação, a EDP Serviço Universal justificou-se dizendo que os registos das activações "não estão a ser actualizados atempadamente, dando uma ideia errada da verdadeira qualidade prestada".

Em relação ao número de pedidos de clientes para os comercializadores activarem o fornecimento, a EDP Comercial foi a empresa que recebeu mais solicitações em 2016: 267,8 mil num total de 302 mil.

Segue-se a Galp Power (20,6 mil solicitações), a Empresa da Electricidade da Madeira (4,156 mil) e a Electricidade das Açores (2,5 mil).

As empresas que registam as piores prestações em termos de activação da electricidade após fecho de contrato contam com diferentes números de solicitações: Iberdrola (2,616 mil pedidos), EDP Serviço Universal (66 pedidos) e Gas Natural Servicios (409 pedidos).

A ERSE aponta que o "desempenho dos comercializadores (...) apresenta grandes variações, havendo empresas com valores muito positivos e outras que necessitam de melhorar substancialmente".



A sua opinião1
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Rado Há 4 semanas

A Iberdrola e uma confusão completa. Entre outras coisas, a pessoa tem de pedir de joelhos uma factura. Passa-se meio-ano sem factura.

pub