Comércio Ibersol não “espera impacto especial” com aliança entre Pizza Hut e Telepizza

Ibersol não “espera impacto especial” com aliança entre Pizza Hut e Telepizza

A eventual expansão das sinergias entre a Pizza Hut e a Telepizza ao mercado ibérico não deverá ter um impacto significativo para a Ibersol, segundo o presidente da empresa que explora a marca Pizza Hut em Portugal.
Sara Ribeiro 18 de janeiro de 2018 às 17:45

A Ibersol entrou para a bolsa de Lisboa há 20 anos, um passo que foi dado graças a Belmiro de Azevedo, como relembrou António Pinto de Sousa, presidente do grupo de restauração. "O grande responsável por estarmos em bolsa é o Engenheiro Belmiro de Azevedo", sublinhou o responsável na cerimónia de celebração dos 20 anos em bolsa organizada pela Euronext Lisboa.

 

Em 1997, a empresa que detém as licenças de exploração de marcas como a Pizza Hut, KFC ou Burguer King, fazia parte do universo Sonae. "Foi o Engenheiro Belmiro de Azevedo que discutiu o preço. Era uma pessoa que discutia tudo. Preços então...", acrescentou.

 

António Pinto de Sousa comentou ainda que o ano de entrada em bolsa coincidiu com a abertura do Centro Comercial Colombo, em Lisboa. O que permitiu a empresa "apanhar boleia" do aumento do "consumismo".

 

Desde então, o grupo foi somando insígnias ao ser portólio, como a Pans Company, o Kilo, Pasta Caffé, entre outras. Hoje soma 648 unidades , das quais 501 próprias.

 

Além disso, em 2016 compraram a espanhola Eat Out, reforçando, desta maneira, a sua empresa para o mercado ibérico.

 

Para este ano, o grupo não prevê nenhuma "aquisição extraordinária". E acredita que vai continuar a aumentar o número de restaurantes em Portugal, tal como tem acontecido.

 

Quanto às recentes notícias sobre a eventual expansão da aliança entre a Pizza Hut e a Telepizza ao mercado ibérico, António Pinto de Sousa explica que a Ibersol não é dona de nenhuma destas empresas, detendo apenas a licença de exploração da Pizza Hut em Portugal. No entanto, a ser verdade, "não esperamos um impacto especial".

 

"Vamos ser informados quando o mercado for informado, se for verdade", apontou, referindo-se  à informação do alargamento das sinergias entre as duas cadeias de pizza.

 

No final do primeiro ano em bolsa, a Ibersol, que hoje integra o PSI-20, tinha uma capitalização bolsista de 67 milhões de euros. No final de 2017 valia 365 milhões de euros no final de 2017. Hoje, a ATPS - sociedade gestora de participações sociais – é a maior accionista com 55%.




A sua opinião2
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
comentar
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentários mais recentes
Antunes 18.01.2018

Uma "aliança" entre as principais empresa não augura nada de bom para o consumidor... Felizmente vem aí a Dominos!

NOTICIA ECOONLINE : BCP 0.47 18.01.2018

A estrela desta sessão foi o banco de Nuno Amado. As ações do BCP subiram 3,76% para os 30,34 cêntimos, animadas por uma nota de “research” do JB Capital Markets. O banco de investimento reviu o preço-alvo das ações de 0,33 euros para 0,47 euros, isto por considerar que o banco está MUITO BARATO

pub