Banca & Finanças Imparidades vão baixar IRC da banca no ano de registo
Assinatura Digital. Negócios Primeiro Para ler tudo faça LOGIN ou ASSINE

Imparidades vão baixar IRC da banca no ano de registo

As imparidades para crédito vão passar a ser deduzidas à factura fiscal dos bancos no ano em que são registadas, como a banca reclama. O Governo quer avançar com proposta de alteração à lei em Maio para ajudar a reduzir crédito em risco do sector.
Imparidades vão baixar IRC da banca no ano de registo
Bruno Simão/Negócios
Maria João Gago 11 de abril de 2017 às 00:01

O Governo vai propor uma alteração à lei para que as imparidades de crédito registadas pelos bancos por exigência do supervisor passem a ser deduzidas à factura fiscal no ano em que são contabilizadas, em )

Assinatura Digital. Negócios Primeiro
Para ler tudo faça LOGIN ou ASSINE
Análise, informação independente e rigorosa.
Para saber o que se passa em Portugal e no mundo,
nas empresas, nos mercados e na economia.
  • Inclui acesso ao ePaper, a versão do Negócios tal como é impresso em papel. Veja aqui.
  • Acesso ilimitado a todo o site negocios.pt
  • Acesso ilimitado via apps iPad, iPhone, Android e Windows
Saiba mais



A sua opinião4
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado Anónimo 11.04.2017

Vocês bancários subsidiados, tal como as legiões de excedentários de carreira da função pública a quem vocês concederam créditos avultados, já nos deram imenso prejuízo pois têm sido os grandes beneficiários da extorsão e pilhagem perpetrada ao Estado e à economia portuguesa desde há várias décadas.

comentários mais recentes
Anónimo 13.04.2017

Ajudas aos bancários, ajudas aos excedentários... Depois chega sempre aquele dia em que pedem ajuda ao FMI. A receita socialista do costume.

Anónimo 11.04.2017

Estou aqui a pensar com os meus botões, porque é que os outros setores da economia portuguesa também não podem beneficiar deste tipo de "ajudas de Estado"...
...há gestores com sorte.

Anónimo 11.04.2017

Vocês bancários subsidiados, tal como as legiões de excedentários de carreira da função pública a quem vocês concederam créditos avultados, já nos deram imenso prejuízo pois têm sido os grandes beneficiários da extorsão e pilhagem perpetrada ao Estado e à economia portuguesa desde há várias décadas.

Belém 11.04.2017

O diabo o tio Jerônimo.mais a catrina a dar dinheiro aos bancos ahahah

Notícias só para Assinantes
Exclusivos, análise, informação independente e credível. Para saber o que se passa em Portugal e no mundo, nas empresas, nos mercados e na economia. Inclui acesso à versão ePaper.
Mais uma forma de ler as histórias
da edição impressa do Negócios.
Se ainda não é Assinante Saiba mais
pub
pub
pub
pub