Media Impresa confirma que há interessados em comprar revistas do grupo

Impresa confirma que há interessados em comprar revistas do grupo

Francisco Pedro Balsemão garantiu aos trabalhadores que o objectivo do grupo é vender “e não fechar” a maioria, senão mesmo todas” as publicações que colocou à venda. E confirmou que já há interessados.
Impresa confirma que há interessados em comprar revistas do grupo
Miguel Baltazar/Negócios
Sara Ribeiro 30 de agosto de 2017 às 11:39

O presidente executivo da Impresa, Francisco Pedro Balsemão, confirmou à Comissão de trabalhadores do grupo que o objectivo da empresa passar por vender, e não fechar, a maioria das 13 publicações que colocou à venda. A garantia foi dada na terça-feira, durante uma reunião com a Comissão de Trabalhadores da Impresa Publishing.

Depois dos trabalhadores terem enviado na terça-feira um email a pedir para reunir com o responsável do grupo de media, uma hora depois de receber a missiva, Francisco Pedro Balsemão convocou a Comissão de Trabalhadores para uma reunião, em que participou também o director dos Recursos Humanos Eduardo Gomes.

De acordo com a nota enviado pela Comissão de Trabalhadores, que o Negócios teve acesso, o presidente executivo da Impresa explicou que o grupo continua a avaliar o portefólio e pretende vender, e não fechar, "a maioria, senão mesmo todas", as publicações em causa.

O objectivo desta medida passa pela Impresa se concentrar nas marcas SIC e Expresso, por terem mais potencial "no audiovisual e no digital".

Francisco Pedro Balsemão garantiu ainda aos trabalhadores que já existem investidores interessados em comprar algumas das publicações da Impresa Publishing e que a administração pretende encerrar o processo de venda, "o mais rapidamente possível". Porém, preferiu não se comprometer com qualquer prazo.

São 13 os jornais e as revistas que até ao fim do ano ou são vendidas ou poderão encerrar, entre elas Visão, Exame, Exame Informática, Blitz, Caras e Jornal de Letras.

Como o Negócios noticiou esta quarta-feira, já há investidores a olhar para as contas das publicações da Impresa que estão nesta lista.

Além da venda a investidores, em cima da mesa está também a possibilidade de as publicações serem adquiridas pelas respectivas direcções, o chamado MBO ("management buy out"). Ao que o Negócios apurou, além da Exame Informática, essa hipótese está em estudo também na Visão. Contactada, fonte oficial da Impresa disse não poder fazer comentários sobre o processo.

As acções da Impresa avançam 1,95% para 0,314 euros na bolsa de Lisboa.




A sua opinião2
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Anónimo Há 3 semanas

Para responder à Altice, a NOS vai avançar com OPA sobre a IMPRESA, e só desta forma teremos novamente uma SIC independente!

Anónimo Há 3 semanas

Nos próximos dias, as acções da Impresa, vão continuar a subir !!!

pub
pub
pub
pub