Media Impresa quer cortar mais quatro milhões após venda de revistas

Impresa quer cortar mais quatro milhões após venda de revistas

Em Janeiro dá-se a venda das revistas do grupo ao empresário Luís Delgado. Mesmo depois da operação, a Impresa vai reduzir a sua estrutura.
Impresa quer cortar mais quatro milhões após venda de revistas
Miguel Baltazar/Negócios
Negócios 15 de dezembro de 2017 às 11:31

A Impresa Publishing quer reduzir os seus custos em quatro milhões de euros em 2018, já depois de realizada a venda das revistas do grupo ao empresário Luís Delgado.

A notícia é dada esta sexta-feira, 15 de Setembro, pelo Jornal Económico, que cita um comunicado interno da comissão de trabalhadores da Impresa.


Os trabalhadores dizem que a administração definiu como "imperativo obter uma poupança de quatro milhões de euros, com vista a assegurar a rentabilidade da publicação Expresso e marcas adjacentes já a partir de 2018".


Está prevista a saída de 40 pessoas, 10 dos quais jornalistas. Foi entretanto aberto um programa de rescisões, escreve o Jornal Económico. No caso dos 30 trabalhadores que não são jornalistas, concretiza, deverão ser alvo de despedimento colectivo.


A venda das revistas a Luís Delgado – onde se incluem Visão, Exame e Caras – deverá estar concluída a 2 de Janeiro, implicando a transferência de 110 trabalhadores. A Comissão de Trabalhadores diz não haver ainda informação sobre aqueles que serão transferidos.




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub