Turismo & Lazer Incêndios: Empresas turísticas com linhas de apoio de 8,5 milhões

Incêndios: Empresas turísticas com linhas de apoio de 8,5 milhões

As empresas turísticas dos 11 concelhos afetados pelos incêndios de junho no Pinhal Interior vão pode beneficiar de linhas de apoio no valor total de 8,5 milhões de euros, anunciou hoje a Turismo do Centro.
Incêndios: Empresas turísticas com linhas de apoio de 8,5 milhões
Reuters
Lusa 03 de agosto de 2017 às 17:59
As empresas poderão beneficiar de três linhas de apoio, que totalizam 8,5 milhões de euros, bem como de medidas "extraordinárias de apoio da Segurança Social" (SS), nomeadamente "o diferimento de pagamentos", informou a Turismo Centro de Portugal, numa nota enviada à agência Lusa.

Os municípios abrangidos pelas linhas de apoio e medidas extraordinárias da SS são Alvaiázere, Ansião, Arganil, Castanheira de Pera, Figueiró dos Vinhos, Góis, Oleiros, Pampilhosa da Serra, Pedrógão Grande, Penela e Sertã, acrescentou a entidade.

Entre o apoio, há uma linha destinada à tesouraria e fundo de maneio no valor de 1,5 milhões de euros, outras para a valorização turística do interior de dois milhões de euros e ainda uma linha de apoio à qualificação da oferta, ao nível das infraestruturas e dos espaços envolventes, no valor de cinco milhões de euros, referiu a Turismo Centro de Portugal.

Segundo a nota de imprensa, os apoios financeiros vão ser processados pelo Turismo de Portugal e são concedidos "pelo prazo máximo de cinco anos, com um período de carência de capital de 18 meses, não estando associados a quaisquer juros remuneratórios".

Os empresários poderão ainda contar com "um regime excepcional de redução e isenção de contribuições para a Segurança Social, além de um diferimento no pagamento das contribuições", explica a Turismo Centro de Portugal.

As linhas de apoio e as medidas extraordinárias têm como objectivo "minimizar os impactos dos incêndios do mês de junho" - informação já transmitida a "meia centena de operadores que participaram nas sessões de esclarecimento" que decorreram em Figueiró dos Vinhos e Pampilhosa da Serra.

De acordo com a Turismo Centro, para informar e esclarecer os empresários deste sector foi criada uma linha telefónica específica: 800 209 209.



A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub