Banca & Finanças Índia anuncia plano de recapitalização para a banca de 27,5 mil milhões de euros

Índia anuncia plano de recapitalização para a banca de 27,5 mil milhões de euros

O plano será implementado nos próximos dois anos, com o objectivo de promover o financiamento à economia e impulsionar o crescimento.
Índia anuncia plano de recapitalização para a banca de 27,5 mil milhões de euros
Bloomberg
Negócios 24 de outubro de 2017 às 16:12

O Governo indiano aprovou esta terça-feira, 24 de Outubro, um plano de recapitalização para os bancos públicos no valor de 2,11 biliões de rupias (cerca de 27,5 mil milhões de euros) que será implementado nos próximos dois anos, com o objectivo de impulsionar o crescimento económico.

 

A decisão do Executivo liderado por Narendra Modi (na foto) surge numa altura em que a taxa de crescimento do país – outrora uma das mais aceleradas do mundo – está em mínimos de três anos.

 

De acordo com a Reuters, Modi tentou responder ao desafio aumentando os gastos públicos, mas o abrandamento penalizou as contas públicas, tornando imperativo que a falha fosse colmatada pelo sector privado.

 

Contudo, os bancos públicos – que garantem grande parte do financiamento à economia – enfrentam grandes dificuldades devido ao excesso de crédito malparado.

 

O objectivo deste plano é precisamente revitalizar o sector financeiro, segundo avançou o ministro das Finanças Arun Jaitley, numa conferência de imprensa que decorreu em Nova Deli.

 

"A decisão de recapitalizar os bancos públicos com 2,11 biliões de rupias vai resolver o problema do balanço e impulsionar o crescimento económico", afirmou Jaitley, citado pela agência noticiosa.

 

21 bancos públicos da Índia representam mais de dois terços dos activos bancários do país, e a grande parte dos 9,5 biliões de rupias (cerca de 124 mil milhões de euros) de crédito malparado.

 

A Fitch estima, por isso, que o valor que será injectado nas instituições não será suficiente. De acordo com a agência de rating serão necessários mais 65 mil milhões de dólares em Março de 2019 para os bancos cumprirem as novas exigências. Já a Moody´s espera que só os maiores 11 bancos vão precisar de 15 mil milhões de dólares.