Start-ups Inovação: Portugal é o 14.º mais inovador da UE estando abaixo da média europeia

Inovação: Portugal é o 14.º mais inovador da UE estando abaixo da média europeia

A Comissão Europeia publicou as conclusões do Painel da Inovação que revela que o desempenho da União a 28, em 2016, melhorou embora sejam notórias diferenças entre os países. Portugal, nesta listagem, está em 14.º lugar, abaixo da média europeia.
Inovação: Portugal é o 14.º mais inovador da UE estando abaixo da média europeia
Ana Laranjeiro 20 de junho de 2017 às 13:33

Portugal é o décimo quarto país mais inovador da Europa, de acordo com os dados divulgados pelo Painel de Inovação, realizado pela Comissão Europeia. Ainda que esteja à frente de países como Espanha e Itália, Portugal está abaixo da média europeia, como se pode ver na imagem presente no comunicado da Comissão Europeia.

Portugal, neste painel que fornece uma avaliação comparativa em termos de desempenho na área da inovação dos países da União Europeia (UE), obteve 83 pontos no ano passado – ligeiramente abaixo do registado no ano anterior - e é classificado como um país de inovação moderada. A média da União Europeia é de 102 pontos.

Os líderes em matéria de inovação são: Suécia, Dinamarca, Finlândia, Holanda, Reino Unido e Alemanha. "A Suécia continua a ser líder da inovação, enquanto a Lituânia, Malta, os Países Baixos, a Áustria e o Reino Unido apresentam o crescimento mais rápido da inovação", refere o comunicado enviado às redacções pela Representação da Comissão Europeia em Portugal.

Os países classificados como tendo uma inovação forte são: Áustria, Luxemburgo, Bélgica, Irlanda, França e Eslovénia. Sendo que, deste leque, apenas a Eslovénia tem uma classificação abaixo da média europeia.

Entre os inovadores moderados, grupo em que Portugal está incluído, encontram-se países como a República Checa (único país à frente de Portugal), Estónia, Malta, Itália, Espanha e Grécia.

"Numa perspectiva global, a UE está a recuperar o atraso relativamente ao Canadá e aos EUA, mas a Coreia do Sul e o Japão estão mais avançados. A China apresenta os progressos mais rápidos entre os concorrentes internacionais", acrescenta o comunicado.

Elzbieta Bienkowska, Comissária Europeia responsável pelo Mercado Interno, Indústria, Empreendedorismo e PME, em comunicado, refere que "a indústria da UE continua a inovar, mas estamos ainda aquém dos líderes mundiais em matéria de inovação". "Em tempo de globalização e rápida mudança tecnológica, a inovação continua a ser essencial para a prosperidade dos cidadãos europeus e da economia europeia em geral".


Carlos Moedas, Comissário responsável pela Investigação, Ciência e Inovação, opta por sinalizar que este " Painel mostra que ainda é possível fazer mais para melhorar o desempenho da investigação e da inovação". "Por isso, estamos a orientar o apoio para os inovadores de ponta através do projecto-piloto ‘Conselho Europeu da Inovação’, ao abrigo do programa-quadro de investigação e inovação Horizonte 2020".




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub