Energia Investigação judicial não prejudica OPA à Renováveis

Investigação judicial não prejudica OPA à Renováveis

A EDP já clarificou à CMVM todos os aspectos sobre os quais foi questionada em relação ao prospecto da OPA sobre a EDP Renováveis. Mexia espera arranque da operação nas próximas semanas.
Investigação judicial não prejudica OPA à Renováveis
Bruno Simão/Negócios
Diogo Cavaleiro 06 de junho de 2017 às 11:24

A investigação judicial que está em curso não prejudica a oferta pública de aquisição (OPA) que a EDP lançou à EDP Renováveis, na perspectiva da equipa de gestão do grupo eléctrico.

 

Segundo afirmou António Mexia na conferência de imprensa desta terça-feira, 6 de Junho, "os pedidos de clarificação já foram" satisfeitos. Na semana passada, o regulador do mercado de capitais ainda esperava pelas respostas da EDP aos esclarecimentos solicitados.

 

"Todos os esclarecimentos foram entregues. Esperamos que a CMVM decida, quando entender", declarou o presidente executivo da comissão executiva da EDP.

 

Da parte da EDP, a expectativa é que "nas próximas semanas" o assunto fique concluído. No final de Março, a eléctrica presidida por António Mexia lançou uma OPA sobre a Renováveis por 6,80 euros, um valor que desceu para 6,75 euros devido ao pagamento de dividendo, no valor de 0,05 euros, realizado pela empresa liderada por Manso Neto.

 

"Acho que isto não tem absolutamente nada a ver com o assunto", frisou Mexia na conferência de imprensa.  




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub
pub
pub
pub