Tecnologias iPhone com ecrã curvo pode ser lançado em 2017

iPhone com ecrã curvo pode ser lançado em 2017

A Apple está a estudar avançar com um modelo do iPhone com ecrã curvo. Segundo o WSJ, vários fornecedores já foram contactados pela tecnológica para aumentaram a resolução dos ecrãs face aos da Samsung.
iPhone com ecrã curvo pode ser lançado em 2017
Bloomberg
Negócios 28 de Novembro de 2016 às 12:27

No próximo ano o iPhone celebra 10 anos. E para marcar esta data a Apple pode mesmo vir a lançar novos modelos com ecrãs curvos, como os modelos Edge da Samsung.

Segundo o Wall Street Journal alguns fornecedores do mercado asiático foram contactados pela empresa de Cupertino para aumentaram a produção de ecrãs OLED e melhorar a sua resolução face à rival Samsung de modo a conseguir distinguir os modelos.

O protótipo com a funcionalidade para melhorar a resolução dos ecrãs já foi pedido, no entanto, como sublinha o WSJ, a Apple pode decidir não avançar com este modelo uma vez que que tem em estudo mais de 10 protótipos.

Contactada pelo jornal norte-americano a tecnológica preferiu não comentar as informações.

Como foi noticiado na semana passada a Apple está a enfrentar dificuldades em conseguir equipar o seu próximo iPhone com ecrãs OLED, uma tecnologia energeticamente eficiente para os equipamentos e também utilizada em equipamentos com ecrãs curvos.

Em causa está o facto dos quatro principais fabricantes desta tecnologia (Samsung Display, Sharp Corp, Japan Display e LG Display), não conseguirem produzir ecrãs para todos os novos modelos iPhone, tanto em 2017 como em 2018, como noticiou a Bloomberg.

A agência de notícias também revelou que Apple e a Samsung têm um acordo de exclusividade de fornecimento de ecrãs OLED para o próximo ano. A encomenda anual de ecrãs OLED por parte da dona do iPhone à sul-coreana é de 100 milhões de ecrãs num ano. No entanto, o contracto não garante que a Samsung consiga fornecer os visores necessários para a procura do novo modelo do iPhone.

Este não é o primeiro problema com fornecedores que a Apple enfrenta. Em 2014, a empresa de Tim Cook tentou adoptar ecrãs de safira no iPhone 6. O produtor não conseguiu produzir ecrãs com qualidade suficiente e a empresa tecnológica foi obrigada a abandonar o negócio.




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub
pub
pub
pub