Banca & Finanças Isabel Castelo Branco lidera seguros do BPI até 2019

Isabel Castelo Branco lidera seguros do BPI até 2019

Fernando Ulrich sai da administração do BPI Vida e Pensões que passa a ser presidida pela ex-secretária de Estado do Tesouro. Isabel Castelo Branco acumula a presidência da administração com a comissão executiva.
Isabel Castelo Branco lidera seguros do BPI até 2019
Miguel Baltazar/Negócios
Diogo Cavaleiro 11 de Novembro de 2016 às 18:12

A ex-secretária de Estado do Tesouro, Isabel Castelo Branco, tem mandato até 2019 para ficar no BPI Vida e Pensões, a área de seguros do banco liderado por Fernando Ulrich.

 

A nomeação dos novos órgãos sociais para o triénio 2016 e 2019, assinalado em comunicado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários, ratifica o que já tinha sido autorizado pelo regulador dos seguros, a ASF.

 

Isabel Castelo Branco vai liderar a administração que vinha sendo presidida por Ulrich. No caso do banco, e tendo em conta a rejeição feita pela segunda maior accionista Isabel dos Santos, o CEO do BPI não se pode recandidatar à gestão executiva do banco porque tem mais de 62 anos (era necessário alterar os estatutos para que tal pudesse acontecer).

 

Não é dada justificação para a alteração, mas o Negócios já tinha dado conta de que Isabel Castelo Branco iria acumular a presidência da administração com a da comissão executiva. Paulo Freire de Oliveira, que era o presidente executivo, fica como vogal da administração da empresa de seguros que funciona em parceria com a Allianz.

 

Foi do BPI que Isabel Castelo Branco saiu antes de integrar o Governo na secretaria de Estado do Tesouro, onde substituiu Joaquim Pais Jorge, que saiu em Agosto de 2013 na sequência de uma polémica ligada aos "swaps" subscritos por empresas públicas. A antiga secretária de Estado do Tesouro, pasta que liga com as privatizações, era a directora financeira do BPI desde 2012 e tinha estado, igualmente, na administração do BPI Fundos, BPI Vida e BPI Pensões (que acabaram por ser fundidos - e é agora para a sua liderança que transita).

 

A nomeação de Isabel Castelo Branco para o BPI Vida e Pensões, que tem uma quota de produção de seguro directo de 13%, segue-se à eleição de outro membro do anterior Governo para outra empresa seguradora: Paulo Macedo é, agora, administrador executivo da Ocidental Vida, companhia ligada ao BCP.

Além de presidir à seguradora, a ex-governante ficará responsável por assegurar as relações com o mercado. 




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub