Empresas Isabel dos Santos: “Portugal é um país de inovação”

Isabel dos Santos: “Portugal é um país de inovação”

Isabel dos Santos, que participa esta segunda-feira na inauguração da unidade de mobilidade eléctrica da Efacec, na Maia, garantiu que a nova fábrica vai passar de 112 para 190 trabalhadores ainda este ano, e chegar aos 400 até 2025.
Ricardo Castelo Ricardo Castelo Ricardo Castelo Ricardo Castelo Ricardo Castelo Ricardo Castelo Ricardo Castelo Ricardo Castelo Ricardo Castelo Ricardo Castelo
Rui Neves 05 de fevereiro de 2018 às 12:31

A empresária angolana Isabel dos Santos chegou com um atraso de 40 minutos ao complexo industrial da Efacec, na Maia, onde decorre hoje, 5 de Fevereiro, a inauguração da nova unidade de mobilidade eléctrica da empresa portuguesa.

 

No seu discurso, Isabel dos Santos afirmou que a "a Efacec é uma empresa que continua a estar à frente do seu tempo, a reinventar-se e a estar em primeiro onde os outros não estão".

 

"Portugal é um país de inovação", proclamou a maior accionista da Efacec, empresa detida em 66% pela Winterfell, sociedade que é controlada por Isabel dos Santos.

 

Actualmente com 112 trabalhadores, a nova unidade industrial de mobilidade eléctrica vai chegar "aos 190 até ao final deste ano e aos 400 até 2025", garantiu.

 

A nova unidade industrial, que resultou de um investimento de 2,5 milhões de euros, vai permitir aumentar a capacidade anual de produção de carregadores rápidos para veículos eléctricos, segmento no qual a Efacec é líder mundial.

 

O objectivo da empresa que tem Ângelo Ramalho como CEO é triplicar o peso da mobilidade eléctrica na actividade da Efacec, antevendo um crescimento de dois a três dígitos ao ano, para chegar perto dos 100 milhões de euros em três anos.

A carregar o vídeo ...

 

A Efacec participa actualmente nos principais projectos de mobilidade eléctrica a nível mundial, nomeadamente no consórcio europeu de fabricantes de automóveis, que vai instalar 400 estações de carga de grande potência nas principais auto-estradas da Europa e num projecto idêntico nos Estados Unidos, que prevê um investimento de dois mil milhões de dólares nos próximos 10 anos em infra-estruturais de carregamento. 

 

Sobre a performance financeira da empresa, Isabel dos Santos lembrou que a sua entrada no capital da empresa, no final de 2015, inverteu a "tendência dos resultados negativos".

 

A Efacec estava em falência técnica, tendo fechado esse exercício com prejuízos superiores a 90 milhões de euros. Com a chegada da nova accionista, tudo mudou - obteve lucros de 4,3 milhões de euros em 2016, com a facturação a crescer 15,5 milhões para 431,5 milhões de euros. 

 

Presente na inauguração da nova unidade industrial da Efacec, o ministro da Economia, Caldeira Cabral, afirmou que a empresa controlada por Isabel dos Santos constitui "um bom exemplo do que é hoje a indústria portuguesa de excelência".


 




Saber mais e Alertas
pub