Comércio Jerónimo Martins vai aumentar salários na Polónia em 10%

Jerónimo Martins vai aumentar salários na Polónia em 10%

A retalhista vai aumentar os trabalhadores da Biedronka em 10% no próximo ano, acima da média prevista para o aumento do salário mínimo na Polónia.
Jerónimo Martins vai aumentar salários na Polónia em 10%
Sara Ribeiro 30 de novembro de 2017 às 10:54

A Jerónimo Martins vai aumentar em 10% os salários dos trabalhadores da Biedronka, insígnia que detém na Polónia. A informação foi avançada pela Bloomberg, que cita o site polaco Money.pl.

A avançar, o aumento é superior à subida de 5% do salário mínimo prevista na Polónia para o próximo ano. Em 2017, tinha aumentado 8%.

Segundo o site polaco, que cita documentos internos da retalhista, a partir do próximo ano o salário mensal base dos operadores de caixa da Biedronka vai ser de 2.700 zlotys (642 euros), um valor que compara com os actuais 2.450 zlotys (582,9 euros).

Os funcionários que tiverem mais de três anos de experiência vão passar a receber 3.000 zlotys (713.8 euros). Actualmente recebem 2.750 zlotys (654,3 euros).

A Polónia tem sido o motor de crescimento da Jerónimo Martins nos últimos anos, principalmente devido à Biedronka, que emprega cerca de 60 mil pessoas no total de 2.750 lojas neste mercado.

Segundo uma nota do BPI, a inflação alimentar na Polónia tem aumentado, situando-se actualmente em 5,4%. No entanto, esperam "uma descida do LFL (like-for-like, ou seja, crescimento das vendas nas lojas que operaram sob as mesmas condições) da empresa na Polónia em 2018". A estimativa do LfL passar para 4%, face aos 7,2% registados em 2016 e 2017, também tem conta as restrições da recente decisão de encerrar os supermercados ao domingo no país.

Por estes motivos, os analistas do BPI consideram que a recente notícia "poder ser um desafio para a margem de EBITDA da empresa" na Polónia, estimando que se situe nos 7,2% no próximo ano.




A sua opinião5
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
LINK Há 2 semanas

Tenho pessoas conhecidas e familiares a trabalhar no pdoce e queixam se do mesmo nao actualizam os ordenados a varios anos e trabalham å mais de 20anos,a desculpa recebem pela tabela,quem entra agora recebe tanto como eles ,trabalhar assim deve dar muita motivacao ....

PAG Há 2 semanas

GRANDES PALHAÇOS !POR CÅ SO AUMENTAM OS NOVOS FUNCIONÁRIOS(OS QUE FALTAM DIA SIM DIA NAO E NAO MOSTRAM NENHUM INTRESSE POR O QUE ESTAO A FAZER,BASTA IR A UMA LOJA P.D E CONSTATAR O ÓBVIO)ENQUANTO OS QUE FIZERAM ESTA EMPRESA GRANDE NEM 1CENTIMO,NAO RECEBEMOS AUMENTOS VAI PARA 10ANOS,TENHAM VERGONHA

Anónimo Há 2 semanas

Mesmo com 20% de aumento ( o salário devia ser miserável) os polacos não tem mta consideração com esta empresa ,pelos os dados e conhecimento que tenho da Polónia ( tenho familiares em Poznan) são ordenados mtos baixos

Anónimo Há 2 semanas

Por cá? por cá acham que o SMN é muito elevado e que não podem pagar... é o que encomendam ao sr. António Saraiva!

ver mais comentários
Saber mais e Alertas
pub