Empresas Joe Berardo sai "contente" da Sogrape

Joe Berardo sai "contente" da Sogrape

O empresário diz que "foi tudo muito pacífico" na negociação com a Família Guedes, que comprou a participação de 31,5% que o comendador detinha no Grupo Sogrape.
António Larguesa 27 de setembro de 2012 às 12:34
Em declarações ao Negócios, Joe Berardo disse que está “contente com o negócio e eles também”. “Foi uma negociação em que toda a gente esperava que tivéssemos problemas, mas foi tudo muito pacífico”, acrescentou o empresário, que lidera a Fundação com o seu nome de família que detém a Quinta da Bacalhôa, outra empresa de vinhos com sede em Azeitão.

Joe Berardo recusou ainda adiantar o valor da venda da participação que tinha comprado por 46,7 milhões de euros aos herdeiros de um dos accionistas fundadores. “O que está anunciado é o que está anunciado, não podemos falar de valores. Não somos uma empresa pública”, justificou.

Contacta pelo Negócios, também a Sogrape, que é a maior empresa portuguesa de vinhos, não quis adiantar o montante desta venda. Não se sabe, assim, se Joe Berardo vendeu agora abaixo do preço de compra. Certo é que o empresário madeirense precisa de liquidez devido sobretudo à desvalorização da sua participação no BCP.

Através de comunicado veiculado esta manhã, a Sogrape anunciou que este acordo “põe termo a todas as questões judiciais pendentes entre as partes, criando condições para que, quer a Sogrape, quer a Bacalhôa, continuem as suas rotas de crescimento de acordo com os respectivos planos de desenvolvimento”. Um acordo que, acrescentou a mesma fonte, “servirá também para melhorar o bom relacionamento institucional entre os dois grupos”.