Banca & Finanças Jordi Gual: Trump era promessa de subida dos juros mas expectativa pode estar em risco

Jordi Gual: Trump era promessa de subida dos juros mas expectativa pode estar em risco

O presidente não executivo do CaixaBank receia que as decisões políticas de Trump ponham em causa a expectativa de que a sua política económica viesse a pôr fim ao ciclo de juros baixos. "As primeiras decisões relativas ao comércio criaram grande desassossego", reconheceu Jordi Gual.
Jordi Gual: Trump era promessa de subida dos juros mas expectativa pode estar em risco
DR
Maria João Gago 02 de fevereiro de 2017 às 10:28

Com a eleição de Donald Trump como presidente dos Estados Unidos havia a expectativa "de que a economia iria crescer mais rapidamente, o que os mercados anteciparam com uma subida das taxas de juro e através da apreciação do dólar. No entanto, as suas primeiras decisões executivas na área do comércio criaram desassossego e reacções adversas e de grande preocupação na Europa e na Ásia", admitiu Jordi Gual, presidente não executivo do CaixaBank, na apresentação de resultados do grupo catalão.

 

Para o antigo economista-chefe do CaixaBank, cargo que abandonou no ano passado para assumir a liderança não executiva da instituição, "as políticas económicas de Trump apontavam para que houvesse o fim do ciclo de taxas de juro baixas, mas outros factores podem anular este efeito".

 

Jordi Gual teme que sejam postas em causa "as expectativas de maior crescimento económico" e o impacto positivo que era esperado por algumas das propostas do presidente dos Estados Unidos. No entanto, alertou que é necessário esperar para ver como evolui a sua política nos próximos tempos. 

* - Jornalista em Barcelona a convite do CaixaBank




A sua opinião3
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
alberto9 Há 2 semanas

Nunca percebi porque é que o simples facto do Trump ter sido eleito iria levar a maior crescimento. Ele já tinha prometido maior protecionismo e quebrar com acordos comerciais, e eu sempre ouvi dizer que isso é o que mais promove o crescimento

Telmo Há 2 semanas

Fazem bem, invistam e viajem para países livres, abertos, acolhedores e humanistas e comprem o produzido o mais perto de vossa casa para bem do planeta.

Tereza economista Há 2 semanas

Inicio do caos para os EUA. Os cidadãos chineses, japoneses, africanos e europeias estão a apagar todas as aplicações de empresas como a uber, general motors, de informática, banca etc. Um perigo, aversão a tudo o que é USA.

pub