Media Jornalistas debatem profissão 19 anos depois

Jornalistas debatem profissão 19 anos depois

Até ao momento há entre 550 a 600 inscritos no Congresso dos Jornalistas que vai decorrer em Janeiro, quase 19 anos depois do último encontro nacional. Michael Rezendes, jornalista galardoado pela investigação conhecida como Spotlight, é um dos oradores.
Jornalistas debatem profissão 19 anos depois
Cátia Barbosa/Negócios
Sara Ribeiro 27 de dezembro de 2016 às 20:34

De 12 a 15 de Janeiro o Cinema São Jorge, em Lisboa, vai ser o palco do 4º Congresso dos Jornalistas. O evento, que vai debater o estado do jornalismo, marca o regresso do encontro nacional do sector após 19 anos, mas também a primeira vez que é promovido em conjunto pelo Sindicato dos Jornalistas, Clube de Jornalistas e Casa da Imprensa . Os congressos anteriores contaram com a organização do Sindicato, explicou ao Negócios Maria Flor Pedroso, presidente da comissão organizadora.

Até ao momento, a organização do evento recebeu entre 550 a 600 inscrições, um número que está em linha com a última edição mas que deverá aumentar tendo em conta que o prazo acaba no próximo dia 15 de Janeiro, sublinhou a jornalista da Antena 1.

Questionada sobre as expectativas para o encontro, que durante quase 19 anos esteve parado, Maria Flor Pedroso sublinhou que o "grande desafio do congresso é que as conclusões não fiquem só no papel". Na última edição, que se realizou-se em Março de 1998, "tivemos um congresso muito interessante com conclusões muito interessantes, mas que não foram postas em prática".

Agora, o objectivo passa por conseguir preencher " uma folha A4 com 10 ou 12 conclusões que possam ser postas em prática", frisou.

O estado actual do jornalismo, a relação com as fontes, o papel das universidades e dos estágios curriculares e as questões relacionadas com a regulação e ética da profissão, vão ser alguns dos temas abordados durante o congresso.

Um dos convidados do primeiro dia do evento para debater estes temas é o lusodescendente Michael Rezendes, jornalista que recebeu o prémio Pulitzer de Serviço Público em 2003 pelo trabalho de investigação no The Boston Globe contra acusações à Igreja Católica Romana, conhecido como o "Caso Spotlight".

Nic Newman, da Reuters Institute, e Madhav Chinnappa, responsável do departamento "News & Publishers" da Google vão marcar presença no segundo dia do 4º Congresso dos Jornalistas.

E para ajudar a preencher o folha das conclusões durante o evento vão também ser apresentados dois estudos sobre a actual situação e condições de trabalho do sector, bem como da situação profissional dos jornalistas.




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub
pub
pub
pub