Mercados Justiça norte-americana acusa oito operadores de manipulação do mercado de futuros

Justiça norte-americana acusa oito operadores de manipulação do mercado de futuros

As autoridades norte-americanas acusaram esta segunda-feira oito operadores bolsistas de manipulação ou contribuição para comportamento incorrecto no mercado de futuros para aumentar os lucros dos bancos e das empresas em que trabalhavam.
Justiça norte-americana acusa oito operadores de manipulação do mercado de futuros
Lusa 30 de janeiro de 2018 às 00:53

As acusações resultaram de uma investigação do Departamento de Justiça, da polícia federal (FBI, na sigla em inglês) e da Comissão de Negociação em Futuros (CFTC, na sigla em inglês) a manipulação no mercado de futuros.

 

Em comunicado, o Departamento de Justiça anunciou que os oito acusados enfrentam as acusações em três tribunais do país, localizados nos Estados do Ilinóis, Connecticut e Texas.

 

Setes dos oito envolvidos foram acusados de ter usado a técnica do 'spoofing', a qual consiste em vender ofertas para vender contratos de futuros, mas com a intenção de cancelar a ordem antes de ser executada, o que cria uma ilusão de procura elevada, o que acaba por influenciar os preços e beneficiar as posições das suas empresas no mercado.

 

Esta técnica é um crime nos EUA desde a aprovação em 2010 da reforma financeira do então Presidente Barack Obama, conhecida como Lei Dodd-Frank, com a qual se procurava aumentar a supervisão do sistema financeiro para evitar a tomada de riscos que causou a aguda crise financeira de 2008.

 

O Departamento de Justiça adiantou que os acusados alegadamente manipularam os mercados de futuros da Bolsa Mercantil de Chicago, o maior mercado de derivados do mundo, o Chicago Board of Trade e o Commodity Exchange, Inc.

 

O Departamento de Justiça não revelou para que bancos os acusados trabalhavam.




pub