Empresas Keurig paga 18,7 mil milhões por dona da 7UP

Keurig paga 18,7 mil milhões por dona da 7UP

Os accionistas da Pepper Snapple vão receber 103,75 dólares por acção e reter 13% do negócio combinado.
Keurig paga 18,7 mil milhões por dona da 7UP
Negócios 29 de janeiro de 2018 às 16:21

A Keurig Green Mountain, detida pela firma de investimento JAB Holding, vai comprar o Dr Pepper Snapple Group – que tem no seu portefólio de marcas a 7UP e a Schweppes – por 18,7 mil milhões de dólares (cerca de 15 mil milhões de euros).

De acordo com a Bloomberg, os accionistas da Dr Pepper Snapple vão receber 103,75 dólares por acção e reter 13% do negócio combinado, enquanto os outros 87% serão controlados pelos investidores da empresa de cafés. O valor da aquisição representa um prémio de quase 8,5% face ao fecho da sessão de sexta-feira (95,65 dólares).

Após o anúncio, as acções da dona da 7UP chegaram a disparar um máximo de 32% - a maior subida intradiária desde a entrada em bolsa, em 2008 – seguindo agora a valorizar 24,43% para 119,02 dólares.

A agência noticiosa destaca que a aquisição da Dr Pepper Snapple coloca a JAB no lugar de concorrente da Coca-Cola e da Pepsi, na medida em que a nova empresa – Keurig Dr Pepper – terá, além da 7UP, marcas de bebidas como a cerveja A&W e os sumos de maçã Mott’s.

A aquisição da Dr Pepper Snapple destaca a viragem da JAB para negócios de bebidas e alimentação, depois do seu afastamento de marcas de moda como a Jimmy Choo.

Numa conference call com analistas, o CEO da Keurig sublinhou o potencial desta combinação, devido às relações da Keurig com empresas como a Amazon e a Best Buy, onde a Dr Pepper não tem tanta força.

"Combinado, o nosso sistema de distribuição nacional será incomparável", afirmou o CEO Bob Gamgort.




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub