Empresas Leixões atraca recorde de cruzeiros

Leixões atraca recorde de cruzeiros

O terminal de cruzeiros do porto de Leixões recebeu 45 navios e 41 mil passageiros no primeiro semestre deste ano, mais 29% e 64%, respectivamente, do que na primeira metade do ano passado.
Leixões atraca recorde de cruzeiros
Terminal de cruzeiros de Leixões recebeu 45 navios e 41 mil passageiros nos primeiros seis meses deste ano.
Rui Neves 17 de julho de 2017 às 11:53

Tudo se conjuga para que 2017 seja o melhor ano de sempre para a actividade de cruzeiros no porto de Leixões, prevendo-se um total de 105 escalas de navios e cerca de 104 mil passageiros.

 

Na primeira metade do ano, o terminal de cruzeiros de Leixões registou um crescimento homólogo de 29% em escalas de navios e mais de 64% no número de passageiros.

 

Entre 1 de Janeiro e 30 de Junho, passaram pelo terminal deste porto nortenho 45 navios e 40.917 passageiros, na sua maioria britânicos, alemães, americanos e Japoneses.

 

"Pela primeira vez os Japoneses aparecem em quarto lugar na lista das principais nacionalidades de origem dos passageiros que visitam este porto", salienta a Administração dos Portos do Douro, Leixões e Viana do Castelo (APDL), em comunicado.

 

Estes números traduzem ainda um crescimento de 15% no número de escalas e de 24% no número de passageiros face ao período homólogo de 2015, que foi o melhor ano para a actividade de cruzeiros em Leixões, enfatiza a mesma autoridade portuária, destacando ainda o facto de, no primeiro semestre deste ano, se ter registado a escala inaugural de mais seis navios num total de 11 escalas inaugurais agendadas até final do ano.




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub
Saber mais e Alertas
pub
pub
pub