Tecnologias LG regista primeiro trimestre de prejuízos em seis anos

LG regista primeiro trimestre de prejuízos em seis anos

A fabricante sul-coreana terá fechado o último trimestre de 2016 com prejuízos operacionais de quase 28 milhões de euros, quando os analistas esperavam lucros de 78 milhões de euros.
LG regista primeiro trimestre de prejuízos em seis anos
Rita Faria 06 de janeiro de 2017 às 10:15
A sul-coreana LG Electronics estimou esta sexta-feira, 6 de Janeiro, que terá registado o primeiro trimestre de prejuízos operacionais em seis anos, entre Outubro e Dezembro, uma quebra que os analistas associam à descida contínua da venda de telemóveis e a uma queda sazonal na venda de aparelhos electrónicos, segundo a Reuters.

A segunda maior fabricante de televisões do mundo, atrás da Samsung Electronics, anunciou que terá registado um prejuízo de 35 mil milhões de won (cerca de 27,9 milhões de euros) nos últimos três meses de 2016, o primeiro saldo trimestral negativo desde as perdas verificadas no último trimestre de 2010.  

O resultado compara com uma previsão de lucros de 98 mil milhões de won (78,2 milhões de euros) por parte de 21 economistas consultados pela Reuters.

A LG já havia avançado, em Outubro, que os resultados do último trimestre seriam mais fracos do que os dos três meses anteriores, sobretudo devido à queda dos lucros na área dos electrodomésticos.

Os resultados completos referentes ao período entre Outubro e Dezembro só serão divulgados no final de Janeiro.

Na sessão desta sexta-feira, as acções da LG Electronics cederam 1,87% para 52.600 won.  




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub
pub
pub
pub