Tecnologias Líder do Web Summit sugere que Google é a “primeira de várias” tecnológicas a vir para Lisboa

Líder do Web Summit sugere que Google é a “primeira de várias” tecnológicas a vir para Lisboa

Paddy Cosgrave, líder do Web Summit, partilhou nas redes sociais a notícia da criação de um hub, por parte da Google, na região de Lisboa. E acrescentou que “os rumores são que a Google é a primeira de várias tecnológicas que vai abrir escritórios em Lisboa”.
Líder do Web Summit sugere que Google é a “primeira de várias” tecnológicas a vir para Lisboa
Miguel Baltazar
Ana Laranjeiro 24 de janeiro de 2018 às 17:27

A Google pode não ser a única gigante tecnológica a abrir um centro em Portugal. Paddy Cosgrave, líder do Web Summit, partilhou nas redes sociais o anúncio de que a Google vai abrir em Oeiras um centro tecnológico. E acrescentou: "os rumores são que a Google é a primeira de várias empresas tecnológicas de alto perfil a abrir escritórios em Lisboa". Cosgrave sinalizou também que a possibilidade da vinda de mais empresas reflecte o "grande trabalho da comunidade em Portugal e do governo".

Esta quarta-feira, 24 de Janeiro, o primeiro-ministro anunciou que a multinacional norte-americana Google vai instalar a partir de Junho, em Oeiras, um centro de serviços, hub tecnológico, para a Europa, Médio Oriente e África, arrancando com 500 empregos qualificados. Uma notícia que foi entretanto confirmada pela tecnológica norte-americana.

O primeiro-ministro referiu este investimento da Google na sua intervenção, que abriu a conferência e que foi dedicada a apresentar Portugal a investidores estrangeiros como um país competitivo, sobretudo em matéria de captação de start-ups e investimentos tecnológicos.

"Entre muitos investimentos em perspectivas destaco um: Portugal vai em breve acolher um investimento da Google, que arrancará logo com a criação de 500 empregos qualificados", disse.

Fonte oficial do executivo português disse que Portugal conseguiu este investimento da Google "no quadro de uma competição internacional muito forte".

A Google confirma o investimento em Portugal, explicando ao Negócios tratar-se de um centro de operações de fornecedores, "totalmente dedicado a fornecedores terceiros". Fonte oficial acrescentou, apenas, que "com esta abertura, estamos a instalar num local alguns dos muitos fornecedores que dão apoio às operações da Google", mas não fez referência aos postos de trabalho.

 




A sua opinião6
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Anónimo Há 3 semanas

O PS, sempre exímio a colher os louros pelo bom trabalho realizado por outros. Troika, PSD, inovadores, investidores e empreendedores que arriscam e apostam neste país e na sua economia, são os nomes desses outros neste caso concreto.

Mr.Tuga Há 4 semanas

UAU !!!!!!!!!!!!!
Ó paddy és o maior! És o meu ídolo!
Já pareces o Antoine Bosta a reivindicar os louros..... És o maior! e a webXumite também.....

Anónimo Há 4 semanas

Se não fossem as reformas da troika, incompletas e em processo de reversão em curso, nem estes centros de serviços vinham para Portugal. Já a Eslovénia, a Lituânia e todas as economias onde se liberalizaram os mercados de factores, modernizou o Estado e reformaram as instituições, recebem outros investimentos que Portugal não atrairá com este enquadramento político-legal das esquerdas unidas. "Japanese Yaskawa to build robot factory in Slovenia" https://www.reuters.com/article/us-slovenia-yaskawa/japanese-yaskawa-to-build-robot-factory-in-slovenia-pm-idUSKCN12K1UZ "Continental is to build a new manufacturing plant in Central Lithuania to expand automotive electronics production in Europe. The plant is to manufacture door and seat control units, gateways, intelligent glass control units, radar sensors for adaptive cruise control and emergency braking assistance systems." www.xinhuanet.com/english/2017-10/31/c_136715812.htm

Anónimo Há 4 semanas

Agora não estragues tudo, Costa. Tudo o que custou tanto a endireitar.

ver mais comentários
pub