Banca & Finanças Líder da comissão de inquérito reúne-se com PGR para falar sobre investigação à CGD

Líder da comissão de inquérito reúne-se com PGR para falar sobre investigação à CGD

José Matos Correia e Joana Marques Vidal vão encontrar-se esta sexta-feira depois da abertura da investigação judicial a actos ligados ao banco público.
Líder da comissão de inquérito reúne-se com PGR para falar sobre investigação à CGD
Bruno Simão/Negócios
Diogo Cavaleiro 07 de Outubro de 2016 às 10:24

O deputado presidente da comissão de inquérito à Caixa Geral de Depósitos, José Matos Correia, vai encontrar-se com a procuradora-geral da República esta sexta-feira, 7 de Outubro.

 

O deputado social-democrata, que presidente aos trabalhos da comissão, não quis adiantar aos jornalistas qual o tema. "É falar", disse José Matos Correia.

 

O encontro ocorre depois de a Procuradoria-Geral da República ter avançado à Assembleia da República, ainda em Setembro, que estava a investigar a CGD. No inquérito, investigam-se "factos relacionados com" o banco público. Não se sabe se algum negócio específico nem qual o período abrangido.

 

A PGR não tem respondido a quaisquer questões sobre a investigação nem se percebe se colide com os trabalhos que estão em curso na comissão de inquérito.

 

Apesar de ter poderes parajudiciais, a comissão parlamentar de inquérito pode esbarrar no segredo de justiça, se este for invocado por quem está a ser alvo de investigações judiciais.

 

Contudo, neste momento, os deputados não sabem se essa é uma possibilidade porque não sabem o que está a ser investigado.

 

O inquérito à CGD prende-se com os actos do banco desde 2000 e quais os motivos que levaram à capitalização de 5.160 milhões de euros. 




A sua opinião1
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Anónimo Há 4 semanas


PS DEIXA MORRER UTENTES DO SNS... PARA DAR MAIS DINHEIRO À FP:

- PS aumenta despesa com salários da FP em 500 milhões de Euros;

- PS reduz horário da FP para 35 horas;

- PS corta orçamento dos Hospitais Públicos.

pub
pub
pub
pub