Media Liga inglesa lidera nos direitos televisivos

Liga inglesa lidera nos direitos televisivos

A liga inglesa de futebol continua a dominar a Europa em termos de receitas com direitos televisivos. Receitas de TV nas cinco maiores ligas cresceram 800 milhões apenas num ano.
Liga inglesa lidera nos direitos televisivos
André Cabrita-Mendes 13 de julho de 2017 às 10:25
A Premier League continua a dominar o futebol europeu no campeonato dos direitos televisivos. A liga inglesa encaixou um total de 2.577 milhões de euros em receitas televisivas na época de 2015/2016. Seguiu-se a La Liga espanhola (1.232 milhões de euros), a Serie A italiana (1.190 milhões), a Bundesliga alemã (933 milhões) e a Ligue 1 francesa (656 milhões).

As cinco maiores ligas encaixaram um total de 6.588 milhões com direitos televisivos na época 2015/2016, mais 818 milhões face à época anterior. A conclusão é do estudo "Football Finance" da consultora Deloitte que divulgou dados referentes a esta temporada.

Comparando com a segunda divisão do futebol europeu, a diferença é grande em termos de receitas televisivas. As ligas da Holanda, Dinamarca, Suécia, Áustria e Escócia encaixaram apenas um total de 251 milhões em direitos televisivos. O estudo não inclui esta rubrica para Portugal.

Olhando além da época 2015/2016, a Deloitte destaca que o novo ciclo de três anos de direitos televisivos na Premier League inglesa arrancou na época de 2016/2017, representando um crescimento de 45% nas receitas dos clubes face à época anterior.

Na Bundesliga alemã, o novo ciclo de quatro anos de direitos nacionais e internacionais arranca a partir da época 2017/2018. As duas principais ligas alemãs deverão encaixar 1.400 milhões pelos direitos, mais 75% face aos valores de 2015/2016.

Na La Liga espanhola o novo mecanismo colectivo de venda de direitos televisivos começou a operar em pleno na época 2016/2017. Os clubes passaram a encaixar mais 250 milhões por época face a 2015/2016.

Na Serie A italiana o actual ciclo de seis anos de direitos televisivos termina na época 2020/2021 e prevê-se um encaixe mínimo de 990 milhões por época para todos os clubes.

Já na Ligue 1 francesa os novos direitos televisivos domésticos arrancaram na época 2016/2017, com estas receitas a crescerem em 130 milhões face ao contrato anterior.

O estudo prevê que 80% do crescimento das receitas das cinco maiores ligas até 2017/2018 tenha origem nos novos direitos televisivos.



A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub