Indústria Linde dispara em bolsa depois de interesse renovado pela Praxair

Linde dispara em bolsa depois de interesse renovado pela Praxair

O negócio que pode levar à criação da maior empresa de gases industriais do mundo foi retomado e está a ser analisado pelo "player" alemão. Preocupações com a governação interna, alterações na gestão e plano de reestruturação podem ser obstáculos ao casamento.
Linde dispara em bolsa depois de interesse renovado pela Praxair
Reuters
Paulo Zacarias Gomes 30 de Novembro de 2016 às 10:53

A empresa de gases medicinais Linde já esteve a disparar mais de 8% na sessão desta quarta-feira, 30 de Novembro, depois de ser conhecido que está a avaliar uma proposta melhorada de fusão apresentada pela concorrente norte-americana Praxair.

Os títulos da companhia somam agora 6,96% para 160,55 euros na praça de Frankfurt, depois de terem estado a disparar 8,43%, para 162,75 euros.

A confirmação de que está a estudar a proposta veio da própria Linde, que classificou a operação como uma "fusão entre iguais", sem avançar pormenores financeiros subjacentes à oferta, que surge dois meses depois de falhada uma primeira aproximação para criar o maior produtor de gases industriais do mundo.

Em Setembro, quando a operação para criar o maior fornecedor de gases medicinais do mundo abortou, a a operação estava avaliada em 60 mil milhões de dólares. Na altura as conversações preliminares levavam três meses e a estrutura e muitas partes essenciais do negócio já estavam acertadas.

Uma fonte da Praxair disse então ao Financial Times que o negócio dependia de a Linde "arrumar a casa. Eles não conseguem obter os votos necessários na administração, nós conseguimos".

Fontes ligadas ao processo reacendem esta quarta-feira à Bloomberg dúvidas semelhantes, afirmando que as preocupações com a governação interna, alterações na gestão e um plano de reestruturação podem ser obstáculos ao casamento.

Depois de falhado o acordo, o director financeiro, Georg Denoke - que alegadamente estava contra a combinação de negócios -, saiu da Linde. "A sua partida pode tornar a operação mais fácil desta vez," afirmou o analista Jason Miner, da Bloomberg Intelligence.


As acções da Praxair fecharam o dia de ontem ganhar 2,9% para 122,18 dólares.




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub
pub
pub
pub