Transportes Linha de comboio Lisboa-Algarve cortada devido a fogo em Grândola

Linha de comboio Lisboa-Algarve cortada devido a fogo em Grândola

Um incêndio com duas frentes activas no concelho de Grândola, Setúbal, obrigou ao corte às 16:38 da linha ferroviária do sul, entre Lousal e Canal caveira, disse à agência Lusa Patrícia Gaspar, da Protecção Civil. A CP está a fazer transbordo de passageiros.
Linha de comboio Lisboa-Algarve cortada devido a fogo em Grândola
Bruno Simão
Lusa 10 de agosto de 2017 às 19:02
De acordo com a adjunta nacional de operações da Autoridade Nacional de Protecção Civil (ANPC), a linha ferroviária, que liga Lisboa ao Algarve, foi cortada às 16:38, em ambos os sentidos, nas zonas entre Lousal e Canal Caveira, ambas no concelho de Grândola, e assim continua às 18:30.

Patrícia Gaspar acrescentou tratar-se de um incêndio com duas frentes activas, com muitas projecções, algumas de um quilómetro: "uma das frentes segue em direcção à Serra de Grândola e outra na direcção sul do concelho", explicou a adjunta nacional de operações da ANPC, ressalvando que para já não há habitações em risco.

O incêndio, que deflagrou na freguesia de Azinheira dos Barros e São Mamede do Sádão, numa zona de mato, está a ser combatido por 180 operacionais, apoiados por 57 veículos e dois meios aéreos.

Na sequência da interrupção da linha, a CP começou a fazer transbordos rodoviários entre Canal Caveira e Ermidas do Sado, disse fonte da empresa.

"Tivémos ordem para parar a circulação por volta das 16:00", adiantou à Lusa fonte oficial da CP - Comboios de Portugal, acrescentando que "até ao momento" a empresa aguarda "autorização" das entidades competentes para que os comboios possam voltar a operar em toda a extensão da linha.

A CP não adiantou previsões para a normalização da circulação de comboios na linha do sul, uma vez que "o incêndio está ativo".

"Estamos a fazer transbordo rodoviário entre Canal Caveira e Ermidas do Sado", sendo que já chegaram oito autocarros, mas a CP espera ainda mais viaturas.

"Até ao momento foram afectados cinco comboios", afirmou a mesma fonte.

(Notícia actualizada às 19:07 com mais informações)



A sua opinião1
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Alex 10.08.2017

Não a CP ainda não fez nada e as pessoas estão já cansadas de esperar.

pub
pub
pub
pub