Empresas Lockheed vai baixar os custos do F-35 e criar 1.800 postos de trabalho

Lockheed vai baixar os custos do F-35 e criar 1.800 postos de trabalho

O CEO da Lockheed Martin anunciou que a empresa vai baixar os custos do F-35 e criar 1.800 novos postos de trabalho, depois de uma reunião com Donald Trump.
Lockheed vai baixar os custos do F-35 e criar 1.800 postos de trabalho
Bloomberg
Negócios 13 de janeiro de 2017 às 18:14

Um mês depois de Donald Trump ter criticado os custos do programa F-35, o CEO da Lockheed Martin anunciou que a empresa está próxima de fechar um acordo para baixá-los de forma significativa.

 

O anúncio foi feito esta sexta-feira, 13 de Janeiro, por Marillyn Hewson, CEO da empresa de equipamento aeroespacial, após uma reunião com o presidente eleito na Trump Tower.

 

Segundo a Reuters, Hewson acrescentou que a Lockheed tem planos para criar 1.800 novos postos de trabalho em Fort Worth, Texas, que poderão conduzir a "milhares e milhares" de novos empregos ao longo da cadeia de abastecimento em 45 estados norte-americanos.

 

A 12 de Dezembro, Donald Trump publicou um tweet onde criticava os custos do programa F-35 levando as acções da empresa a afundar na bolsa. Nesse dia, os títulos encerraram a cair 2,47% para 253,11 dólares, depois de terem chegado a afundar um máximo de 5,41%.

 

"O programa F-35 e o seu custo estão fora do controlo. Milhares de milhões de dólares podem e serão poupados para compras militares (ou para outros fins) depois de 20 de Janeiro" – afirmou o presidente eleito na sua conta do Twitter.

Nesta altura, as acções da Lockheed Martin estão a subir 1,11% para 255,43 dólares. 




A sua opinião5
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Camaradaverao75 Há 1 semana

Sim, foi altamente caricato e comprometidor a situação do caso prémio Nobel a Obama. Embora globalmente H bom.

Anónimo Há 1 semana

A fotografia não é de um avião de que se escreve na noticia

00SEVEN Há 1 semana

Chegou o espirito empresarial de Trump à Casa Branca em comparação com o inexperiente que está de saida que só fez asneiras e jogou golfe durante 8 anos!
Mas ainda antes da partida já tinha recebido o prémio Nobel da Paz oferecido pelos burocratas esquerdinos europeus!
Boa malta!

pertinaz Há 1 semana

TRUMP MALUCO ???......

SIM, MAS INDUZ COMPORTAMENTOS......

E NESTE CASO COM RESULTADOS POSITIVOS

ver mais comentários
pub