Empresas L’Oréal analisa venda da Body Shop

L’Oréal analisa venda da Body Shop

O grupo francês, que comprou a empresa britânica há uma década, está a analisar alienar a rede de retalho por cerca de mil milhões de euros, avança o Financial Times desta quarta-feira 8 de Fevereiro.
L’Oréal analisa venda da Body Shop
Reuters
Negócios 08 de fevereiro de 2017 às 09:42

A L’Oréal está a analisar vender a rede de lojas britânica da Body Shop que comprou há 10 anos, segundo o Financial Times (FT) que diz que a operação pode render mil milhões de euros aos cofres do grupo francês.


A empresa está a trabalhar com a firma Lazard para avaliar opções para a unidade de lojas de produtos cosméticos naturais, sendo que a mais provável é a sua alienação.


A Body Shop tem enfrentando dificuldades ao nível das vendas. A unidade conta com três mil espaços em 66 países e esta performance contrasta com a do resto da L’Oréal. O grupo francês deverá apresentar resultados esta quinta-feira e espera-se que, nessa altura, seja anunciado que a Body Shop está em avaliação. E, segundo o FT, já há interessados.


A L’Oréal comprou a Body Shop em 2006 por cerca de 758 milhões de euros (652 milhões de libras), com o objectivo de responder à procura de cosméticos naturais. Mas no primeiro semestre de 2006 as vendas das lojas caíram 0,6%, com resultados operacionais negativos de 22,2 milhões de euros. O grupo francês registou vendas de 12,89 mil milhões de euros no semestre.


A companhia atribuiu as dificuldades à desaceleração das economias de Hong Kong e da Arábia Saudita e adiantou que estava a expandir a actividade no Reino Unido, Austrália e Canadá. 

A Body Shop tem cerca de 30 lojas em Portugal.


A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub
pub
pub
pub