Agricultura e Pescas Lucros da Companhia das Lezírias sobem 59% em 2016

Lucros da Companhia das Lezírias sobem 59% em 2016

A Companhia das Lezírias, uma empresa do grupo Parpública, registou em 2016 resultados líquidos de 2,1 milhões de euros, o que representou uma subida de 59% face ao ano anterior.
Bruno simão Bruno simão Bruno simão Bruno simão Bruno simão Bruno simão Bruno simão Bruno simão Bruno simão Bruno Simão Bruno Simão Bruno Simão Bruno Simão Bruno Simão Bruno Simão Bruno Simão Bruno Simão Bruno Simão
Bruno Simão - Fotografia
Negócios 19 de abril de 2017 às 15:03

A Companhia das Lezírias, uma empresa do grupo Parpública, registou em 2016 resultados líquidos de 2,1 milhões de euros, o que representou uma subida de 59% face ao ano anterior.

 

Em comunicado a empresa pública do sector agrícola refere que em termos de resultados operacionais este foi "o seu melhor ano", ao atingirem os 2,7 milhões de euros, mais 63% que em 2015.   

 

"Para este resultado contribuiu um significativo crescimento das vendas que se deveu a um bom desempenho da área florestal, dos produtos pecuários e da produção de milho e arroz", diz o comunicado.

 

A empresa salienta ainda que "o crescimento de vendas foi conseguido com um total controlo dos custos de exploração que praticamente se mantiveram inalterados, apresentando uma ligeira redução de 0,8% face a 2015".

 

O presidente do Conselho de Administração, António Pimentel Saraiva, citado no comunicado, afirma que "o rigor e a disciplina na negociação dos preços de venda das produções contribuíram para um terço do crescimento das vendas, devido ao efeito de variação positiva verificado."


E, acrescenta, "o resultado da gestão dos recursos florestais assim como as melhorias significativas nos resultados das áreas pecuária e agrícola, que registaram novos máximos, foram e têm sido as razões do desempenho cada vez mais positivo."

 

A Companhia das Lezírias é a maior exploração agro-florestal do País, com uma área aproximada de 18 mil hectares, constituída por capitais 100% públicos.

 




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub
pub
pub
pub