Energia Lucros da Galp caem 26% nos primeiros nove meses para 361 milhões de euros

Lucros da Galp caem 26% nos primeiros nove meses para 361 milhões de euros

Entre Janeiro e Setembro de 2016 a petrolífera nacional registou lucros de 361 milhões de euros, o que representa uma quebra de 26% comparativamente com igual período do ano passado.
Lucros da Galp caem 26% nos primeiros nove meses para 361 milhões de euros
Sara Matos
David Santiago 28 de Outubro de 2016 às 07:29
Os lucros da Galp Energia caíram 26% nos primeiros nove meses deste ano. Depois de registar um lucro de 490 milhões de euros entre Janeiro e Setembro do ano passado, a petrolífera nacional fechou os primeiros nove meses de 2016 com um resultado líquido de 361 milhões de euros.

Ainda assim o resultado obtido pela cotada liderada Gomes da Silva superou aquela que era a expectativas dos analistas, isto tendo em conta que o CaixaBI antecipava que a petrolífera registasse uma quebra dos lucros de 43% para 350 milhões de euros

Também as vendas da Galp recuaram 21% para 9.595 milhões de euros no período considerado, face aos 12.083 no período homólogo. No comunicado enviado pela empresa esta sexta-feira, 28 de Outubro, à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), esta evolução negativa ficou a dever-se "principalmente à descida das cotações do petróleo, do gás natural e dos produtos petrolíferos". 

Por seu lado, o EBITDA registou evolução idêntica, tendo recuado de 1.229 milhões de euros nos primeiros nove meses do ano passado para 1.015 milhões de euros entre Janeiro e Setembro do ano passado. 

Os custos operacionais da cotada também recuaram 21% nos primeiros nove meses, situando-se nos 8.580 milhões de euros, algo que a Galp justifica com o "decréscimo de 24% do custo das mercadorias vendidas". 


Em relação à evolução trimestral, no terceiro trimestre o resultado líquido da Galp Energia foi de 115 milhões de euros, o que representa uma quebra face aos 133 milhões alcançados no segundo trimestre deste ano e também uma descida relativamente aos 180 milhões de euros registados entre Julho e Setembro de 2015.
 
Já o EBITDA no terceiro trimestre deste ano foi de 384 milhões de euros, o que apesar de representar uma melhoria comparativamente com os 337 milhões de euros verificados entre Abril e Junho configura uma descida face aos 407 milhões de euros conseguidos no período homólogo. 

Por fim, nestes primeiros nove meses do ano a dívida da petrolífera aumentou 383 milhões de euros, evolução que a Galp justifica com o "aumento do investimento e dos dividendos no período", sendo que a dívida total da cotada se situa agora nos 2.205 milhões de euros. 


(Notícia actualizada às 7:47 com mais informações)



A sua opinião6
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Anónimo Há 4 dias

Há que esconder o lucro lá fora ... até porque provem do gás portugues que é vendido nos mercados internacionais.... contra estes interesses é que o PS nada faz, prefere aumentar os impostos ao zé povinho,

Purryornant Há 4 dias

??????? ??????. ?????? ????????? ????. DOS, ??, WINDOWS, ????????,
??????????, ?????????.
[url=http://mtvn.ru].[/url]

Purryornant Há 4 dias

??????? ??????. ?????? ????????? ????. DOS, ??, WINDOWS, ????????,
??????????, ?????????.
[url=http://mtvn.ru].[/url]

Purryornant Há 4 dias

??????? ??????. ?????? ????????? ????. DOS, ??, WINDOWS, ????????,
??????????, ?????????.
[url=http://mtvn.ru].[/url]

ver mais comentários
pub