Tecnologias Lucros da IBM sobem no quarto trimestre e superam previsões

Lucros da IBM sobem no quarto trimestre e superam previsões

O resultado líquido da International Business Machines (IBM) aumentou nos últimos três meses do ano, face ao trimestre homólogo de 2015, e foi superior ao que era projectado pelos analistas. Também as perspectivas para 2017 batem as estimativas do consenso de mercado.
Lucros da IBM sobem no quarto trimestre e superam previsões
REUTERS
Carla Pedro 19 de janeiro de 2017 às 21:53

Os lucros da IBM, que incluem itens extraordinários, ascenderam a 4,50 mil milhões de dólares (4,73 dólares por acção) no quarto trimestre de 2016, contra 4,46 mil milhões um ano antes (4,59 dólares por acção).

 

Sem itens extraordinários (o chamado resultado não-GAAP), o lucro por acção (operacional) foi de 5,01 dólares, superando assim a projecção média dos analistas, que apontava para 4,88 dólares, anunciou a tecnológica após o fecho das bolsas do outro lado do Atlântico.  

 

Por seu lado, as vendas cifraram-se em 21,77 mil milhões de dólares, uma descida de 1,3% face aos 22,06 mil milhões no período homólogo de 2015. Ainda assim, o consenso de mercado apontava para 21,44 mil milhões, pelo que as receitas superaram as expectativas.

 

A justificar a queda do volume de negócios, sublinha a Reuters, está a valorização do dólar e a continuada debilidade do segmento de hardware da empresa liderada por Ginni Rometty.

 

Para 2017, a tecnológica apresentou perspectivas melhores do que o previsto pelos analistas, estimando que os seus lucros operacionais atinjam pelo menos 13,80 dólares por acção, contra a média de 13,74 dólares projectada pelos analistas.

 

Os investidores gostaram dos resultados e do "outlook" para este ano e as acções da IBM seguem a subir 2,9% na negociação fora de horas, para 171,64 dólares, depois de terem encerrado a sessão formal desta quinta-feira a somar 0,01% para 166,81 dólares.




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
Saber mais e Alertas
pub