Empresas Lucros da Reditus sobem 1% nos primeiros nove meses

Lucros da Reditus sobem 1% nos primeiros nove meses

A empresa fechou os primeiros nove meses do ano com lucros de 288,2 mil euros, mais 1% do que no período homólogo de 2015. Já as receitas caíram 21,4% devido sobretudo à contracção dos negócios no mercado africano.
Lucros da Reditus sobem 1% nos primeiros nove meses
Sofia A. Henriques/Negócios
Carla Pedro 30 de Novembro de 2016 às 19:32

A Reditus alcançou um resultado líquido de 288,2 mil euros entre Janeiro e Setembro, o que traduz uma subida de 1% face ao mesmo período do ano anterior, quando atingiu lucros de 285,3 mil euros.

 

Já os proveitos operacionais recuaram 21,4%, para 33,9 milhões de euros, "devido à contracção dos negócios no mercado africano e a manutenção do contexto económico adverso no mercado doméstico", refere a empresa no comunicado emitido junto da CMVM pela tecnológica esta quarta-feira, 30 de Novembro.

 

O negócio nacional contraiu 27,7% e as dificuldades no mercado internacional, designadamente no mercado africano, continuaram a verificar-se durante este trimestre com impacto negativo nas receitas internacionais do grupo que diminuíram 6,3% face ao mesmo período do ano anterior. As vendas internacionais representaram 35% do total das receitas do Grupo, o que compara com 29% no mesmo período do ano anterior.

 

O EBITDA (resultado antes de juros, impostos, amortizações e depreciações) foi de 2,6 milhões de euros, valor que compara com 4,5 milhões de euros no período homólogo de 2015. Já a margem EBITDA ascendeu a 7,7%, o que correspondeu a 2,7 pontos percentuais abaixo da margem de 10,5% atingida no período homólogo.

 

A empresa liderada por Pais do Amaral (na foto) recorda que no dia 4 de Novembro alienou a sua participada Roff - Consultores Independentes à empresa francesa GFI.

 

"Esta alienação insere-se no reposicionamento estratégico do Grupo Reditus, permitindo concentrar a sua atividade ‘no core business’ e acelerar o processo de reestruturação interna (operacional e financeira), bem como criar as condições para a concretização do seu plano de negócios, assente no desenvolvimento das suas atividades nos mercados internos e externos. Desta maneira, no terceiro trimestre, a Reditus classificou a totalidade da participação da sociedade Roff como activos disponíveis para venda", sublinha.




A sua opinião1
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
ex-Reditus Há 3 dias

Pode ser que agora comecem a pagar o que devem aos funcionários e ex-funcionários

pub