Energia Lucros da REN aumentam 121,5% no primeiro trimestre

Lucros da REN aumentam 121,5% no primeiro trimestre

O disparar dos lucros deve-se à melhoria dos resultados operacionais e da performance financeira da companhia.
Lucros da REN aumentam 121,5% no primeiro trimestre
Bruno Simão/Negócios
André Cabrita-Mendes 11 de maio de 2017 às 17:30
A REN registou um aumento de 121,5% dos lucros para 13,5 milhões de euros no primeiro trimestre deste ano face ao período homólogo.

Esta subida é explicada pela "melhoria nos resultados operacionais, mas principalmente pela performance financeira da REN, com a descida progressiva do custo médio da dívida", diz a REN em comunicado divulgado esta quinta-feira, 11 de Maio.

O EBITDA da energética cresceu em 2,1% para 123,7 milhões de euros, beneficiando da subida da taxa de remuneração dos activos da electricidade, com a taxa a passar de 6,0% para 6,5%. 

Já a dívida líquida aumentou 2,7% no trimestre para 2.543 milhões de euros, na sequência da aquisição da participação na Electrogas.

Recorde-se que a companhia concluiu a 7 de Fevereiro a compra da participação de 42,5% do capital social da companhia chilena, com a Electrogás a contribuir com 1,7 milhões de euros para o EBITDA da REN no primeiro trimestre.

O custo médio da dívida, por sua vez, recuou 1,1 ponto percentual para 2,6%.

A energética sublinha que os resultados foram impactos negativamente pelos 25,8 milhões de euros da taxa da energia. "À semelhança do sucedido nos últimos anos, os resultados foram penalizados pela aplicação da Contribuição Extraordinária do Sector Energético (CESE)". 

Já o investimento cresceu 1,9 milhões de euros para um total de 13,2 milhões de euros, com a maioria a corresponder a investimentos na electricidade (11,8 milhões de euros).

Já a base de activos a remunerar média (RAB) diminuiu 1,3% para 3.495,3 milhões de euros, apesar do aumento dos activos de electricidade com prémio em 2,4%. 

(Notícia actualizada a 17:47)

A sua opinião2
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
XYZ Há 2 semanas

Bons resultados de uma grande empresa e de grandes gestores e colaboradores!

Jorge Marques Há 2 semanas

Primeiro vejam isto: https://www.ren.pt/pt-PT/investidores/estrutura_acionista/
A seguir, a conclusão lógica é que a REN ou deve ser nacionalizada, ou ter um aumento de impostos de 121,5% por trimestre, ou o preço da electricidade deve ser reduzido em (121,5% x4) = 486%...!!!

pub
pub
pub
}
pub