Aviação Lucros da Ryanair crescem mais de 50% para 397 milhões de euros no trimestre

Lucros da Ryanair crescem mais de 50% para 397 milhões de euros no trimestre

A Ryanair revelou esta manhã que o seu resultado líquido cresceu 55% no trimestre que terminou em Junho para os 397 milhões de euros. Este resultado foi impactado pelo facto de a Páscoa, este ano, ter sido em Abril.
Lucros da Ryanair crescem mais de 50% para 397 milhões de euros no trimestre
Bloomberg
Negócios 24 de julho de 2017 às 08:19

Os lucros após impostos da transportadora aérea Ryanair cresceram 55% no primeiro trimestre da empresa, que terminou a 30 de Junho, para os 397 milhões de euros, de acordo com o comunicado da empresa. Para este resultado contribuiu o facto de a Páscoa este ano ter ocorrido durante o trimestre em questão – foi a 16 de Abril.

As receitas da empresa ascenderam a 1.910 milhões de euros, mais 13% que em igual período do ano passado. O tráfego cresceu 12% para 35 milhões.

Michael O’Leary, CEO da Ryanair, em comunicado salientou que a empresa está "contente" pelo resultado líquido alcançado no primeiro trimestre (que para a companhia terminou a 30 de Junho). Contudo, não esquece que "este desfecho é distorcido pela ausência da Páscoa no primeiro trimestre do ano anterior".

"Apesar das tarifas, em média, no primeiro trimestre terem crescido 1% para 40 euros, isto deve-se a um forte mês de Abril (impulsionado pela Páscoa), o que compensou a queda da libra, as receitas de bagagem que foram mais baixas", acrescentou.




A sua opinião1
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Camponio da beira 24.07.2017

As low cost têm lucro, a Tap tem prejuizo....