Banca & Finanças Lucros do BCP na Polónia caem 27% no primeiro semestre

Lucros do BCP na Polónia caem 27% no primeiro semestre

Até Junho, o banco detido pelo BCP lucrou 314 milhões de zlotys (74,3 milhões de euros), abaixo dos 430,95 milhões de há um ano. O resultado líquido no segundo trimestre saiu acima do esperado pelos analistas.
Lucros do BCP na Polónia caem 27% no primeiro semestre
Bruno Simão/Negócios
Paulo Zacarias Gomes 25 de julho de 2017 às 07:59

O Millennium Bank, banco detido maioritariamente pelo BCP na Polónia, fechou o primeiro semestre com um resultado líquido de 314 milhões de zlotys, 27,1% abaixo dos 430,9 milhões de zlotys registados no mesmo período do ano passado.

Ajustado de one-offs, segundo as contas do banco divulgadas esta terça-feira, 25 de Julho, o resultado líquido semestral cresceu 35% em relação ao período homólogo.

Neste período as receitas operacionais caíram de 1.417,5 milhões de zlotys para 1.286,3 milhões, enquanto as despesas aumentaram de 756,39 milhões para 758,87 milhões.

A penalizar a prestação na primeira metade do ano estiveram os impostos a aplicar ao sector bancário, que custaram ao Millennium mais 13 milhões de zlotys – 93,6 milhões contra 80,5 milhões um ano antes -, além do aumento das imparidades em activos financeiros em 18 milhões de zlotys e o aumento em 10 milhões das despesas gerais e administrativas.

Já no que diz respeito ao segundo trimestre, os lucros recuaram 41% entre Abril e Junho, passando para 173,59 milhões de zlotys, menos que os 293,76 milhões de zlotys que no trimestre homólogo de 2016 mas 24% acima do primeiro trimestre deste ano.

O valor trimestral ficou, ainda assim, acima do esperado pelos analistas, que apontavam para lucros de 163,5 milhões, de acordo com a Bloomberg.

O rácio de cost-to-income voltou a melhorar no segundo trimestre, de acordo com o banco, para 46%, enquanto a diferença entre gastos e proveitos (net interest income) melhorou 11,3% para 814,25 milhões de zlotys.

Numa nota assinada pelo analista André Rodrigues, o Caixa BI considera que este é um "conjunto de resultados positivo, e ligeiramente acima do consenso de mercado, com a rentabilidade a convergir para 10%," uma vez que o return on equity (ROE) ficou em 9,6% no segundo trimestre.

"Saliente-se a evolução sólida das receitas core do banco (margem e comissões) que aumentaram 13,5% YoY no semestre com o custo do risco de crédito estável em torno de 50bps," acrescenta a nota.

Os resultados do banco polaco - detido a 50,1% pelo BCP - surgem dois dias antes de, a 27 de Julho, o BCP apresentar os seus números para o semestre.

(Notícia actualizada às 9:09 com nota do Caixa BI; corrigida data da apresentação de resultados)




A sua opinião31
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
MAIS 100 MILHÕES que o ESPERADO Há 4 semanas

E o DESGRAÇADO sobe 1 % em DOIS DIAS enquanto o DETUSH BANCK e O SANTANDER subiram 10 % em dois dias e não apresentaram 100 MILHÕES A MAIS MATEM os SHORTS ENFORQUEM - NOS ARRANQUEM a CABEÇA a ESSES MACACOS

Calma Há 4 semanas

O BCP só sobe a sério (talvez depois das férias) quando uns quantos perceberem que de facto está no bom caminho. O Santander esteve a dois e tal e agora está a cinco e tal 100% de valorização mesmo com ACs, aquisições, etc. O BCP vai surpreender pela positiva ainda este ano.

Se não sabem do que falam, porque falam? Há 4 semanas

Mas vêm falar que a banca espanhola está a subir e o BCP não? Que há shorts a mandar na cotação? A 0,2544€? Mas está tudo parvo? Já leva 85% de valorização desde o AC e sobe quase todos os dias. E se sobe é porque se espera que os lucros o justifiquem. Mas qual é a duvida? É só novatos.

Pode ser que à segunda perceba... Há 4 semanas

O ponto é que a banca espanhola não interessa nada para a valorização do BCP. Nada (nothing). Nem os shorts. Nem as resistências ou suportes. Nem os tolinhos daqui que ainda não perceberam o porquê da valorização. E é muito simples: resultados. Mais simples é dificil. Até um burro percebe.

ver mais comentários
pub
Saber mais e Alertas
pub
pub
pub