Banca & Finanças Lucros do Commerzbank descem 5% no último trimestre

Lucros do Commerzbank descem 5% no último trimestre

A instituição alemã não deverá retomar o pagamento de dividendos até 2019, altura em que espera fazer a maioria dos cortes programados nos postos de trabalho. As acções tombam mais de 4%.
Lucros do Commerzbank descem 5% no último trimestre
Reuters
Rita Faria 09 de fevereiro de 2017 às 11:43

O Commerzbank fechou o último trimestre do ano passado com lucros de 183 milhões de euros, uma queda de 5,2% face aos 193 milhões do mesmo período do ano anterior, revelou a instituição alemã esta quinta-feira, 9 de Fevereiro.  

A quebra dos resultados é justificada pelo segundo maior banco alemão com o aumento das provisões para o malparado – de 112 milhões no quarto trimestre de 2015 para 290 milhões de euros no período homólogo de 2016 – e às baixas taxas de juro que pesam na receita das operações de crédito.

Segundo a instituição, as ‘yields’ negativas reduziram em 277 milhões de euros a margem financeira nas suas duas maiores unidades no ano passado.

Em resposta ao baixo nível das taxas de juro e à regulação mais rigorosa, o CEO do banco Martin Zielke anunciou, em Setembro, planos para cortar 9.600 postos de trabalho e suspender o pagamento de dividendos, com o objectivo de gerar uma poupança de mil milhões de euros.

Zielke tem focado o banco nos seus consumidores e clientes empresariais, tendo prometido aumentar a sua base de clientes de retalho em dois milhões nos próximos quatro anos. Parte desse objectivo foi alcançado no último trimestre, já que a divisão de clientes particulares e pequenas empresas ganhou 140 mil novos clientes entre Outubro e Dezembro.

O banco alemão anunciou ainda que não pretende retomar o pagamento de dividendos até ter realizado a maioria dos cortes nos postos de trabalho, em 2019. O Commerzbank já não paga dividendos aos accionistas desde 2007.

Após a divulgação dos resultados, as acções desvalorizam 4,06% para 7,422 euros, elevando para mais de 9% a queda acumulada nas últimas quatro sessões.


A sua opinião1
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Francisco 09.02.2017

Isto é o Commerzbank. Dividendos em 2019?! Se estes dão dividendos em 2019, o BCP vai dar em 2077, dependendo da posição dos chineses, i.e. se ainda existirem, se o Donaldo não os tiver extreminado entretanto.

pub