Banca & Finanças Lucros do Goldman Sachs disparam para 2,35 mil milhões

Lucros do Goldman Sachs disparam para 2,35 mil milhões

O Goldman Sachs registou lucros de 2,35 mil milhões de dólares no quarto trimestre de 2016, um aumento face aos 765 milhões conseguidos no período homólogo de 2015.
Lucros do Goldman Sachs disparam para 2,35 mil milhões
reuters, bloomberg
Negócios 18 de janeiro de 2017 às 13:26

O banco norte-americano Goldman Sachs revelou esta quarta-feira, 18 de Janeiro, que obteve lucros de 2,35 mil milhões de dólares, o equivalente a 5,08 dólares por acção, no quarto trimestre de 2016.

 

Este resultado superou as estimativas dos analistas que antecipavam um lucro de apenas 4,82 dólares por acção e representa uma importante melhoria face ao resultado líquido de 765 milhões (1,27 dólares por acção) conseguido um ano antes.

 

Já no que diz respeito às receitas obtidas com a negociação de obrigações e títulos de renda fixa, o Goldman obteve um aumento de 78% para os 2 mil milhões de dólares, ultrapassando as expectativas dos analistas consultados pela Bloomberg que antecipavam um valor de 1,59 mil milhões de dólares.

 

As receitas do banco entre Outubro e Dezembro de 2016 cresceram 12% para 8,17 mil milhões de dólares (as estimativas previam receitas de 7,76 mil milhões de dólares). Nota ainda para os custos que caíram 23% para 4,77 mil milhões de dólares.

 

"Depois de um primeiro semestre desafiante, o banco teve um bom desempenho" no que restou do ano, explicou o CEO da instituição, Lloyd Blankfein (na foto).




A sua opinião3
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
8===D~ 18.01.2017

Mais uma para os bois verem, aí está.

Anónimo 18.01.2017

Então disso tudo quanto é que toca ao cherne vendido português? devem ser umas massas boas... se não ele não se tinha sujeitado a esse lamaçal...

Filipe 18.01.2017

Um Banco que vive e continua a viver do imobiliário e da especulação. Um Banco que tem gente metida em todos os governos. Um Banco que tem poder sobre as agências de rating. Uma pura máfia. São nojentos destes que têm lucros á conta de afundar outros (Estados). Incrivel!

pub