Tecnologias Lucros e receitas da Apple superam estimativas mas projecções decepcionam

Lucros e receitas da Apple superam estimativas mas projecções decepcionam

A tecnológica liderada por Tim Cook reportou esta noite as contas do seu primeiro trimestre fiscal e as estimativas para o período em curso. A previsão para as vendas de iPhones desanimou o mercado.
Lucros e receitas da Apple superam estimativas mas projecções decepcionam
Reuters
Carla Pedro 01 de fevereiro de 2018 às 22:16

A Apple vendeu 77,3 milhões de iPhones no seu primeiro trimestre fiscal (Outubro a Dezembro de 2017), o que correspondeu a uma queda de 1% face aos valores do período homólogo de 2016 e ficanco também abaixo da projecção média de 80,2 milhões feita pelos analistas inquiridos pela Bloomberg.

 

Mas, apesar de o número de unidades vendidas não ter correspondido ao esperado, o preço médio de venda – 796 dólares – ficou acima das expectativas, o que mostra que o seu produto-vedeta, o Iphone X, se vendeu relativamente bem, ao passo que versões mais baratas não foram tão populares.

 

As receitas, por sua vez, ascenderam a 88,3 mil milhões de dólares e os lucros foram de 3,89 dólares por acção, superando ambos as estimativas do consenso do mercado.

 

Para o actual trimestre, a empresa da maçã apontou receitas abaixo do esperado, já que projecta que estas se fixem entre 60 e 62 mil milhões de dólares, quando os analistas previam 65,9 mil milhões de dólares em vendas.

 

Estes números destacam os receios em torno da procura de iPhones, intensificados por recentes relatos de que a Apple está a reduzir as encomendas aos fornecedores. No início desta semana a agência Nikkei avançou que a empresa, sediada em Cupertino (Califórnia), vai reduzir para metade a sua meta de produção do iPhone X nos três primeiros meses do ano, para cerca de 20 milhões de unidades.

 

As acções da tecnológica liderada por Tim Cook começaram por reagir em baixa a estas contas e projecções, mas depois recuperaram, estando agora a subir 0,73% na negociação fora de horas em Wall STreet, para 169 dólares. A empresa encerrou a sessão regular desta quinta-feira a somar 0,21% para 167,78 dólares.




pub