Automóvel Lucros trimestrais da BMW desiludem

Lucros trimestrais da BMW desiludem

O fabricante germânico terminou o terceiro trimestre com quedas homólogas nos principais indicadores. Mas reviu em alta as perspectivas para o crescimento dos lucros, esperando agora ganhos "sólidos" para todo o ano 2017.
Lucros trimestrais da BMW desiludem
Reuters
Negócios com Bloomberg 07 de novembro de 2017 às 10:24
A construtora automóvel alemã BMW terminou o terceiro trimestre do ano com uma descida de 3,2% dos lucros antes de juros e impostos, para 2,30 mil milhões de euros, menos que os 2,37 mil milhões de euros esperados pelos analistas.

Já o resultado líquido recuou 1,8% para 1.789 milhões de euros, colocando o lucro por acção nos 2,68 euros, abaixo dos 2,75 euros registados um ano antes.

Apesar das descidas, a BMW reforçou a sua previsão para a subida "sólida" de lucros antes de impostos para este ano, - antes a subida estimada seria "ligeira" - perante expectativa de vendas recorde de automóveis. Já no que diz respeito às receitas deste negócio, a empresa reduz as suas previsões: aguarda agora um "ligeiro" crescimento, contra um "aumento sólido" esperado anteriormente.

A margem de lucro da BMW desceu no espaço de um ano de 8,5% para 8,3%, valor que a Bloomberg nota estar abaixo dos 9,2% de margem apresentados pela igualmente germânica concorrente Mercedes. A penalizar este indicador no caso da BMW estiveram despesas com substituição de airbags nas viaturas e reparações realizadas em motores diesel.

"O desempenho trimestral da BMW foi fraco e o impulso para a melhoria das perspectivas está em grande parte relacionado com uma forte primeira metade do ano. Em comparação com os principais concorrentes, o resultado foi menos forte," disse, citado pela Bloomberg, Juergen Pieper, analista na Bankhaus Metzler.

A companhia continua, segundo a Bloomberg, apostada na construção de modelos mais luxuosos como o Serie 8 e o SUV X7 para fazer frente à Mercedes, incluída no grupo Daimler. E propõe-se ainda fazer a transição para a electrificação automóvel, com o lançamento de 12 modelos eléctricos até 2025 – a Mercedes-Benz planeia investir 10 mil milhões de euros no desenvolvimento destas viaturas.

As acções da BMW recuam 2,15% para 88,06 euros.



A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar