Aviação Lufthansa cancela 876 voos previstos para 4.ª feira devido a greve dos pilotos

Lufthansa cancela 876 voos previstos para 4.ª feira devido a greve dos pilotos

A companhia aérea alemã Lufthansa vai cancelar 876 dos 3.000 voos que tinha programado para quarta-feira devido a uma greve dos pilotos que deverá afectar 100.000 passageiros.
Lufthansa cancela 876 voos previstos para 4.ª feira devido a greve dos pilotos
reuters
Lusa 22 de Novembro de 2016 às 14:36

A Lufthansa informou esta terça-feira que vai operar 2.124 voos dos 3.000 que estavam programados e precisou que serão afectadas rotas de curto e longo curso.

 

O protesto dos pilotos da Lufthansa não afectará as filiais Eurowings, Swiss, Austrian Airlines, Air Dolomiti e Brussels Airlines.

 

Dos 876 voos afectados, 51 são ligações internacionais, calculando-se que sejam prejudicados cerca de 100.000 passageiros.

 

A Lufthansa disse na segunda-feira que a greve, convocada pelo sindicato Vereinigung Cockpit, é o caminho errado para a negociação do acordo colectivo e afirmou não compreender a recusa do sindicato em solucionar o diferendo através de um mediador neutro.

 

Esta será a 14.ª greve dos pilotos da Lufthansa desde Abril de 2014.

 

Hoje, o pessoal de cabine da Eurowings, uma companhia de baixo custo do grupo, está a fazer uma greve de 15 horas (das 5:00 às 20:00 locais, menos uma hora em Lisboa) nos aeroportos de Hamburgo e Düsseldorf.

 

A paralisação obrigou ao cancelamento de pelo menos 66 voos, sobretudo ligações aéreas nacionais, mas também algumas ligações a Praga e Viena.

 

A greve do pessoal de cabine da Eurowings foi convocada pelo sindicato do sector dos serviços Verdi, que pede um aumento salarial para 460 funcionários e suplementos segundo a função.




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub