Indústria Luxottica e Essilor acordam fusão de 50.000 milhões

Luxottica e Essilor acordam fusão de 50.000 milhões

O anúncio do acordo que cria um gigante do sector óptico Luxottica-Essilor deverá ser conhecido esta segunda-feira, de acordo com o Financial Times. A Reuters fala de 45 mil milhões de euros. Juntas, as duas empresas facturam anualmente mais de 15 mil milhões.
Luxottica e Essilor acordam fusão de 50.000 milhões
Pedro Zenkl/Agência Zero
Paulo Zacarias Gomes 15 de janeiro de 2017 às 23:39
As empresas do sector óptico Luxottica e Essilor chegaram a acordo para fundir a actividade das duas empresas, um negócio avaliado em até 50 mil milhões de euros que vai criar uma empresa global nesta indústria.

De acordo com o Financial Times, que cita fontes não identificadas mas próximas do processo, o negócio será dado a conhecer ao mercado esta segunda-feira, 16 de Janeiro, antes da abertura dos mercados.

A Luxottica fabrica óculos de marcas como Oakley e Ray-Ban, enquanto a Essilor é responsável pelo fabrico de lentes ópticas.

O fundador da Luxottica, Leonardo Del Vecchio - também o homem mais rico de Itália - tornar-se-á o maior accionista do grupo italo-francês depois da fusão, cabendo à sua holding familiar, Delfin, uma fatia de cerca de 30%.

No início de Dezembro a Essilor tinha anunciado o "realinhamento da sua organização" para corresponder às necessidades de crescimento orgânico e "desafios de gestão", sendo Laurent Vacherot indicado para presidente do conselho de administração e director operacional da empresa.

A Essilor está em Portugal desde o final do século XIX, de acordo com informação constante do site da empresa, através da representação de uma das duas empresas - a Essel - que junto com a outra - a Silor - haveriam de dar origem, em 1989, à Essilor. 

A fábrica que possui em Portugal - em Rio de Mouro, Sintra - foi redimensionada em 2001 no âmbito da internacionalização da empresa.

No último ano completo (2015), a Luxottica facturou 8,837 mil milhões de euros, enquanto a Essilor registou receitas de 6.716 milhões de euros. 

Na sexta-feira, as acções da Luxottica encerraram a sessão com uma valorização de 1,37% para 49,56 euros na bolsa de Milão, enquanto em Paris a Essilor somava 0,29% para 102,1 euros.

(Notícia actualizada às 00:09 de 16 de Janeiro com mais informação)



A sua opinião3
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Anónimo 16.01.2017

Lentes com qualidade para Óculos
Hama
Nikon
Carl Zeiss
esqueçam o lixo que é a Essilor.

Anónimo 16.01.2017

Lentes Essilor , marca que não faço tensões de usar mais.
Não valem um chavo.

pertinaz 16.01.2017

NÃO ME PARECE QUE SEJA ACEITÁVEL.....

SÓ A LUXOTICA JÁ É QUASE MONOPOLISTA.....

COM A ESSILOR ENTÃO PASSA A IMPOR CONDIÇÕES A TUDO E TODOS

pub