Banca & Finanças Macedo: “A Caixa ainda não recuperou os níveis de cobrança de comissões de 2015”

Macedo: “A Caixa ainda não recuperou os níveis de cobrança de comissões de 2015”

Paulo Macedo argumenta que as comissões subiram, mas não estão nem aos níveis do passado nem se podem igualar aos cobrados pelos restantes bancos.
Macedo: “A Caixa ainda não recuperou os níveis de cobrança de comissões de 2015”
Diogo Cavaleiro 02 de fevereiro de 2018 às 19:06

As comissões bancárias na Caixa Geral de Depósitos aumentaram 3,3% em 2017. Foram 464,9 milhões de euros por serviços prestados pela instituição financeira cobrados aos clientes. O presidente executivo do banco público desdramatiza.

 

"A Caixa ainda não recuperou os níveis de cobrança de comissões de 2015", frisou Paulo Macedo no arranque da conferência de imprensa de apresentação de resultados relativos ao ano passado (em que o banco teve lucros de 51,9 milhões de euros, face às perdas de 1,9 mil milhões de euros do ano anterior).

 

Paulo Macedo frisou, contudo, que as comissões cobradas pelo banco de capitais exclusivamente públicos são inferiores aos concorrentes: "Os restantes bancos apresentaram aumentos de comissões, para além de terem tido níveis muito superiores aos da Caixa".

 

Em relação ao agravamento recente das comissões na CGD, Paulo Macedo disse que estavam já decididos desde o ano passado, dizendo que os aumentos de 2017 tinham partido de deliberação do conselho de administração anterior, de António Domingues.

 

Mas haverá mais comissões: "Temos claramente a intenção de aumentar o volume de comissões", afirmou, justificando com o plano estratégico que se estende até 2020, ainda que assegurando que não haverá aumentos este ano.

 




A sua opinião6
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Desanimado Há 2 semanas

https://www.dn.pt/dinheiro/interior/comissoes-bancarias-tiram-cinco-milhoes-de-euros-por-dia-das-contas-dos-clientes-9091704.html

Não basta barafustar é preciso AGIR!!
https://www.deco.proteste.pt/campanhas/comissoesfora/

Dono dos Burros Há 2 semanas

Palhaço, onde é que está o produto dos roubos? Protegido pela Justiça e Polícias deste país? As confiscações só são para os gatunos do Fisco cobrarem multas de m++++?

Anónimo Há 2 semanas

O que a Caixa não vai recuperar são os milhões de € de empréstimos que pelos vistos, idem ninguém ser responsável, andou por aí a fazer durante anos. Mas o que é que isso interessa neste País de sol?

Magda Há 2 semanas

E recuperou os 2 mil milhões que os contribuintes lá meteram há um ano? Foram pagos a quem? Ou foi uma doação do Tuga parvo?

ver mais comentários
pub