Banca & Finanças Maior accionista do BPI baixa lucros até Setembro

Maior accionista do BPI baixa lucros até Setembro

O CaixaBank foi penalizado pelos custos com redução de pessoal e beneficiado com a mais-valia conseguida na venda da posição na Visa Europe.
Maior accionista do BPI baixa lucros até Setembro
Reuters
Nuno Carregueiro 28 de Outubro de 2016 às 08:25

O CaixaBank, maior accionista do Bano BPI, fechou os primeiros nove meses do ano com um resultado líquido de 970 milhões de euros, o que representa uma queda de 2,6% face ao período homólogo do ano passado.

 

De acordo com a instituição financeira espanhola, a queda nos lucros está relacionada com a ausência de factores extraordinários positivos que impulsionaram as contas no ano passado, como foi o caso dos benefícios fiscais oriundos da integração da unidade espanhola do Barclays.

 

Ainda a penalizar os lucros estiveram os custos com o programa de redução de trabalhadores (121 milhões de euros). Já a venda da posição na Visa Europe deu um contributo positivo (165 milhões de euros).

 

De acordo com o Expansion, os resultados ficaram acima do esperado pelos analistas, que aguardavam uma queda de 10% nos lucros, para 897 milhões de euros.

 

A margem financeira desceu 6,9% para 3.080 milhões de euros, as comissões baixaram 3,4% e as receitas caíram 6,6%.

 




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub