Comércio Makro concentra serviço de entregas no Porto, Lisboa e Algarve

Makro concentra serviço de entregas no Porto, Lisboa e Algarve

A grossista alemã inaugurou a primeira plataforma em Matosinhos para servir a zona Norte. Ainda em 2017 avançará com investimentos similares noutras regiões do país, onde tem dez lojas e factura 345 milhões de euros.
Makro concentra serviço de entregas no Porto, Lisboa e Algarve
Paulo Duarte
António Larguesa 09 de março de 2017 às 15:58

A Makro Portugal inaugurou esta quinta-feira, 9 de Março, uma plataforma de serviço de entregas para a região Norte, concentrando numa área com mais de mil metros quadrados na loja de Matosinhos esta operação que até agora estava dividida com a unidade de Vila Nova de Gaia.

 

A nova plataforma nortenha, que é assegurada por perto de 50 trabalhadores (internos e externos) e uma frota de 11 carros, passa a funcionar 24 horas por dia. Além do investimento na estrutura, o director de serviços da Makro Portugal detalhou que envolve novos processos, incluindo um software, pioneiro em todo o grupo alemão, para a gestão de rotas, que até aqui era feita manualmente.

 

Em declarações ao Negócios, Jorge Alexandre explicou que esta consolidação do serviço de entregas arranca na região Norte, mas a empresa de distribuição grossista, filial portuguesa do grupo alemão Metro que tem dez lojas em Portugal, vai avançar com "alguns investimentos em áreas similares em Lisboa e no Algarve", ainda em 2017.

 

O serviço de entregas, que estava repartido por Matosinhos e Gaia, tem cerca de 300 clientes diários – "nos melhores dias sai daqui uma centena de paletes" – e faz perto de 30 mil quilómetros mensais. Com esta nova plataforma, que integra quatro cais de carga com área refrigerada e "optimiza as rotas para uma entrega mais eficiente", o gestor estima que a empresa poderá duplicar a performance actual.

 

A CEO da Makro Portugal, Tanya Kopps, falou nesta plataforma, a primeira a ser inaugurada no país, como "uma aposta forte no sentido de facilitar o processo de compra dos clientes, especialmente os do canal Horeca" (restauração, hotelaria e cafetaria). "Reflecte um esforço ao nível organizacional, que acreditamos fará a diferença na forma como os nossos clientes gerem os seus próprios negócios", acrescentou a executiva de origem americana, que lidera a operação em Portugal desde Novembro de 2014.

 

A americana Tanya Kopps lidera a operação portuguesa da Makro desde Novembro de 2014.
A americana Tanya Kopps lidera a operação portuguesa da Makro desde Novembro de 2014.
Paulo Duarte



Em paralelo, a cadeia alemã apresentou também o serviço de transporte (Makro Go), que já está disponível nas lojas de Matosinhos, Gaia e Alfragide. É direccionado aos clientes que gostam de escolher os produtos nas lojas físicas, mas preferem que as compras sejam depois carregadas e entregues pelo fornecedor num determinado local e hora.

 

Presente em Portugal desde 1989, a Makro tem dez lojas com um total de 59.781 metros quadrados de área de venda e emprega 941 pessoas no país. Com plataformas logísticas em Torres Novas e Malveira e as marcas próprias a pesarem 22,3% nas vendas, no ano fiscal 2015/2016 facturou cerca de 345 milhões de euros em Portugal.


A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub
pub
pub
pub