Construção Manuel Fino considerou "oportuna" OPA sobre SDC Investimentos

Manuel Fino considerou "oportuna" OPA sobre SDC Investimentos

Alinhada com os planos da empresa, preço oportuno e é uma forma de os accionistas da SDC Investimentos conseguirem monetizar o seu investimento. Razões que levaram a administração da empresa a considerar a OPA lançada pela Investéder "oportuna".
Manuel Fino considerou "oportuna" OPA sobre SDC Investimentos
Paulo Duarte
Alexandra Machado 21 de janeiro de 2017 às 17:24

A administração da SDC Investimentos considera a OPA (Oferta Pública de Aquisição) lançada pela Investéder oportuna, sob todos os aspectos.

No documento no qual se pronuncia sobre a oferta, divulgado sexta-feira, a administração da SDC Investimentos considera oportuna a oferta lançada pela empresa Investéder que é participada pelos dois administradores executivos da SDC - António Castro Henriques e Gonçalo Andrade Santos. Por fazerem parte do oferente, estes dois gestores optaram por abster-se na votação do relatório agora tornado público, que mereceu os votos favoráveis de Manuel Alves Monteiro e José Manuel Fino. Este voto favorável ao relatório por parte de Manuel Fino pode já indiciar que o empresário poderá vender as suas acções na OPA. Manuel Fino detém 58,85% da SDC Investimentos e o oferente faz depender o sucesso da oferta à aceitação por mais de 50% do capital, pelo que chegará a venda de Manuel Fino, ainda que a OPA seja sobre a totalidade das acções. 

Os oferentes dão por cada acção 0,027 euros, o que eleva a oferta total acima dos 4 milhões de euros. O que a administração considera ser um valor oportuno. Está acima do valor patrimonial das acções da empresa, é mais elevado que o mínimo legal, pelo que é uma contrapartida "ajustada para que os accionistas da SDCI possam ponderar a oportunidade que lhes é concedida, neste contexto, para monetizar o investimento que fizeram na SDCI".

Além do preço, a administração acredita que a oferta "e´ oportuna", porque o seu sucesso "permitirá que se concentrem numa única entidade – a oferente – as qualidades de accionista maioritário e de principal credor da sociedade visada, permitindo assim que os interesses accionistas e credores possam ser geridos de forma concertada", particularmente importante já que a SDCI está sobreendividada. Aliás, o lançamento da OPA seguiu-se ao não pagamento de um crédito detido pelo BCP no valor de 20 milhões de euros. 

A Investéder está a negociar os créditos da SDCI, que atingem 175 milhões de euros, compra que depende, no entanto, de algumas acções estratégicas que a empresa está já a prosseguir como a venda da área de concessões que lhe permitirá reduzir o passivo. Esta venda está em progressão, estando já a ser analisada peloas autoridades necessárias. A adquirente será a Global Via Infrastructuras, que se for aprovado comprará o Grupo Scutvias e o Grupo Transmontana.


Sem essa área de negócio, a SDCI ficará centrada no imobiliário e manterá 33,33% na Soares da Costa Construção.

Linhas que a oferente quer prosseguir e que, por isso, levam a administração a considerar que "evidenciam um total alinhamento entre os objectivos da oferente e aqueles que há muito foram definidos como os objectivos estratégicos a que a sociedade visada, no contexto em que se encontra, pode prosseguir".


A OPA foi comunicada a 23 de Dezembro, dependendo agora do registo da CMVM para prosseguir. Mas a oferente faz ainda depender a oferta da derrogação pela CMVM de oferta subsequente, por atingir determinado patamar na empresa visada, caso a OPA seja bem sucedida. 




A sua opinião5
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Anónimo Há 4 dias

Os miseraveis não têm vergonha de pagar 0,0270 cada ação. Isto é um roubo descarado aos pequenos acionistas que tentaram ajudar a levantar uma grande empresa com o nome Soares da Costa.

Empréstimo Pessoal Há 4 dias

Sim, sem duvida a melhor escolha
http://www.emprestimosnomesujo.com.br/

sa Há 5 dias

so espero que a cmvm nao aprove esta opa , pois isto è uma vigarice .

Anónimo Há 5 dias

Sim, este maçonico é o mesmo que andou na trupe do Vara ,caixa,cimpor,Bcp etc
Pertence a outra "seita" mais chique que o Golo!!!!! ou coisa assim!
Temos fé que a justiça tb lá chegará para bem de Portugal.

ver mais comentários
pub
pub
pub
pub