Empresas Manuel Pinho pediu 132 milhões mas Opel só paga 18 por fechar fábrica na Azambuja

Manuel Pinho pediu 132 milhões mas Opel só paga 18 por fechar fábrica na Azambuja

A General Motors Portugal pagou uma indemnização de 17,702 milhões de euros ao Estado português, por ter rompido o contrato de investimento respeitante à linha de montagem da Azambuja, que encerrou no final de 2006.
Negócios 18 de março de 2009 às 08:11

A General Motors Portugal pagou uma indemnização de 17,702 milhões de euros ao Estado português, por ter rompido o contrato de investimento respeitante à linha de montagem da Azambuja, que encerrou no final de 2006.

Segundo o “Público”, este valor, estabelecido pelo tribunal arbitral constituído para apreciar o diferendo, fica muito aquém dos 132 milhões de euros que eram reclamados pelas autoridades portuguesas.


O pedido de indemnização do Governo português tinha na base o facto de a General Motors, detentora da fábrica da Opel na Azambuja, ter decidido encerrar a linha de montagem de comerciais ligeiros dois anos antes do que ficara estabelecido no contrato de investimento firmado em 2000. O fecho da unidade, que recebeu apoios e benefícios fiscais do Estado português, deixou cerca de 1200 trabalhadores no desemprego.
"Se o Estado português concede incentivos e a contraparte não cumpre o contrato, então terá de devolver o dinheiro", afirmou, em 2006, o ministro da Economia Manuel Pinho, no âmbito de uma audição parlamentar.




A sua opinião1
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
cmarinho 18.03.2009

é uma tristeza, vem para cá têm todas as ajudas possiveis e imaginárias, depois acaba-se a "mama", e ficam cá os bananas a pagar a factura.

pub