Imobiliário Mapa: Qual o valor das casas na sua região?

Mapa: Qual o valor das casas na sua região?

A avaliação bancária tem vindo a subir em Portugal desde 2015. E na sua região e cidade? Confira nos mapas do Negócios.

A tendência já vem de 2015. Os bancos têm vindo a aumentar a avaliação das casas em Portugal, em linha com a valorização dos preços do imobiliário, que têm recuperado fortemente nos últimos meses.

Os dados divulgados pelo Instituto Nacional de Estatística (INE) esta semana mostram que o preço médio da avaliação bancária do metro quadrado de uma habitação em Portugal aumentou três euros em Abril, face a Março, para um total de 1.110 euros.

 

O preço do metro quadrado está agora no nível mais elevado desde Julho de 2011, sendo que a tendência de aumento é geral a todo o país.

 

Além dos dados gerais para a média do país, que mostram esta tendência de crescimento, o INE também publicou nos últimos dias os dados desagregados por regiões.

 

Na análise aos dados por regiões (NUTS III), o Algarve destaca-se como a zona mais cara. O preço médio por metro quadrado chegou aos 1.390 euros. Além do Algarve, apenas na Grande Lisboa, Grande Porto e Baixo Mondego o preço médio por metro quadrado superou os mil euros. No pólo oposto estão as regiões do interior do país, com destaque para as Beiras, onde o preço por metro quadrado está abaixo dos 800 euros.  

 

No mapa em cima pode ver os preços médios em Abril nas regiões NUTS III com dados publicados pelo INE. Ao clicar em cada região, pode ver a evolução dos preços nos últimos 12 meses.

 

Preço médio em Lisboa acima dos 2 mil euros por m2

 

Além dos dados desagregados por regiões, o INE publica também a evolução dos preços em 24 municípios de áreas predominantemente urbanas (ver mapa em baixo).

 

Os dados mostram que o concelho de Lisboa é o único onde o preço médio supera os 2 mil euros por metro quadrado, sendo que a marca foi superada em Novembro do ano passado.

 

Cascais e Oeiras são os municípios com os preços mais caros a seguir a Lisboa, sendo mesmo superiores aos registados no Porto.

 

Pelo contrário, Santa Maria da Feira, Guimarães e Vila Nova de Famalicão são os municípios mais baratos entre as cidades de áreas predominantemente urbanas.

Faça zoom no mapa e seleccione o município que pretende analisar para ver a evolução dos preços nos últimos meses

Preços sobem mais no Algarve

 

Além de ter os preços mais elevados, é também no Algarve onde se registam as maiores subidas. O mapa em baixo (divido por NUTS II) mostra que a região mais a sul do país foi onde os preços mais aumentaram quando comparados com o mês de Abril do ano passado. A subida foi de 9,8%, surgindo depois a Grande Lisboa e os Açores, com subidas de 6% em ambas as regiões.

 

Mesmo no Alentejo, que foi a região onde os preços menos aumentaram, a subida homóloga dos preços é considerável.

A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub
pub
pub
pub