Empresas Marcelo promulga diplomas sobre recuperação de empresas

Marcelo promulga diplomas sobre recuperação de empresas

O Presidente da República promulgou esta quarta-feira vários diplomas, entre os quais o que altera o código das sociedades e o código da insolvência e da recuperação de empresas e outro que cria medidas que dinamizam o mercado de capitais.
Marcelo promulga diplomas sobre recuperação de empresas
Cofina Media
Lusa 28 de junho de 2017 às 20:35

Em comunicado, divulgado na página eletrónica da presidência, informa-se que Marcelo Rebelo de Sousa promulgou esta quarta-feira o diploma que cria medidas de dinamização do mercado de capitais, com vista à diversificação das fontes de financiamento das empresas, bem como o que implementa a medida 'Simplex +' para os licenciamentos turísticos mais simples, alterando o regime jurídico dos empreendimentos turísticos.

 

Promulgou ainda os diplomas que alteram o regime da certificação por via electrónica de micro, pequenas e médias empresas e introduz na ordem jurídica portuguesa os conceitos de "empresa de média capitalização" e de "empresa de pequena média capitalização", bem como a lei que regula a recolha, publicação e divulgação da informação estatística sobre acidentes de trabalho.

 

No passado dia 22 de Junho, o Conselho de Ministros aprovou esta última lei, que dá origem a um novo modelo informático uniforme que tem de ser seguido pelas entidades patronais.

 

Este diploma determina que "os empregadores, ao participar acidentes de trabalho aos seguradores, devem utilizar um novo modelo informático uniforme aprovado para o efeito, o que vem tornar mais eficiente o processo de produção de informação estatística sobre acidentes de trabalho, diminuindo custos e melhorando o tratamento dos dados".

 

Na altura, o Governo tinha referido que "a informação estatística sobre acidentes de trabalho, cuja publicação anual é obrigatória segundo o regime jurídico da promoção da segurança e saúde no trabalho, é usada para estudos, concepção de programas e desenho de medidas preventivas".




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar